sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Um Crime no Expresso do Oriente

Agatha Christie decidiu utilizar uma história verídica para escrever o seu novo livro criminal Um Crime no Expresso do Oriente em 1933. Com mais de 200 páginas, esta história remete os leitores para um famoso e luxuoso expresso onde ocorre um terrível crime. O assassino só não sabia que Hercule Poirot iria estar no mesmo local. A história levanta uma série de questões morais, levando o leitor a perceber que nem sempre a justiça está balanceada. Esta adaptação, que é a segunda a ser feita para cinema, tendo a primeira sido lançada em 1974, leva os espetadores a um conjunto de eventos que transparece da melhor forma o livro em que se inspira.


Os crimes que Agatha Christie apresentou nos seus livros ficaram muito famosos e é difícil não conhecer pelo menos um pequeno pormenor, como o excêntrico Hercule Poirot. Este detetive privado é conhecido pelas suas deduções certeiras e rápidas resoluções dos mais complicados crimes. E deixe-me dizer à partida que Kenneth Branagh foi uma escolha perfeita para a personagem. Muito bem caracterizado, com todos os aspetos, quer físicos quer psicológicos. Aliás pode-se dizer que, no geral, as representações neste filme foram muito boas. Umas destacaram-se mais que outras, como é o caso de Branagh e Josh Gad que tem estado em alta nos seus trabalhos, o famoso Johnny Depp que se desligou quase por completo das excêntricas personagens que tem representado nos últimos anos. O restante elenco é um conjunto de enormes estrelas como Penélope Cruz, William Dafoe, Michelle Pfeiffer, entre muitos outros.


A fotografia deste filme está deslumbrante. São cenários fantásticos, aliados a efeitos especiais que nos fazem sentir dentro do filme, parecendo quase uma pintura ultra realista. É difícil expressar com palavras as sensações, emoções e ideias que o filme nos faz mergulhar. Tendo em conta o baixo orçamento do filme, em relação aos padrões atuais, este foi muito bem distribuído e o estilo final que é apresentado é realmente de um trabalho muito bom. Apesar da FOX continuar na sua complicada fase, apresentando orçamentos bem abaixo do que é normal, mas conseguindo, por vezes, oferecer experiências únicas e muito interessantes.

Um Crime no Expresso do Oriente é mais um desses títulos, com uma história intrigante, capaz de deixar os mais desatentos muito surpresos. Para quem nunca leu nada desta autora, com toda a certeza que este filme será muito surpreendente. A capacidade com que somos transportados para esta história, mostrando como facilmente uma adaptação pode representar as páginas de um dos livros mais famosos de Agatha Christie.

Se gostam de um bom criminal, com uma história interessante e com personagens muito bem construídos pelo seu elenco de luxo, com ideias bem concisas e muito bem trabalhadas, este é sem dúvida o filme para vocês. É um bom filme dentro do género. Não pretende ser mais do que é, com um elenco fantástico e uma realização a cargo do próprio Kenneth Branagh. Um trabalho sem grandes pretensões que saiu bem feito e por isso ficamos agradavelmente surpreendidos.

Nota: 7.5/10
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

  • 2Blogger
  • Facebook

2 Comentários

  1. Eu estou indecisa porque para o ano com o desafio #365diascompoirotemarple não sei se deva ver este filme antes do livro, mas quero tanttoooo ver o filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por qualquer opção que tomes, uma coisa é certa. Vais ter spoilers para a outra opção xD Nós gostámos do filme :D

      Eliminar