A Idade do Gelo 4: Deriva Continental

A já conhecida saga, que envolve os três amigos Sid, Diego e Many, chega novamente e desta vez com a histórica separação dos continentes. A Idade do Gelo é um daqueles filmes que nos envolve em vários pontos: A amizade entre o grupo que sempre prevalece sobre qualquer mal que os abata; As maluqueiras do Sid que parece cada vez mais doido; E claro, quase como a chave de ignição deste filme o Scart, sempre em busca da sua bolota e de um sitio para a enterrar, acabando por provocar danos irreparáveis ao planeta.


Os anos passam, mas esta saga continua a ser uma das minhas de eleição no que toca a cinema de animação 3D. O que é certo é que este quarto segmento da franquia conseguiu novamente entrar em grande e sair em grande. Dando mais uma aventura bem conseguida com grande momentos de comédia e de alta ternura familiar. Tudo o que um filme de animação para miúdos e graúdos tem de ter.



Mais uma vez apesar do filme ter a sua exibição em 3D, optei pela versão 2D e dobrada em português. As vozes portuguesas que sempre me agradaram na saga, voltaram a fazer jus e a deixar-me deliciado com uma tradução muito agradável e coerente. O facto de ter visto em 2D, penso que não retirou muito do que o filme tem para dar, pois este é um filme que toca pela trama que está a acontecer e não tanto nos efeitos, havendo como é óbvio certos momentos trabalhados exclusivamente para o 3D, mas nada do outro mundo, passando bem sem esta nova moda.

Este foi também o primeiro filme da saga a não ter o realizador brasileiro Carlos Saldanha na equipa, devido ao seu trabalho em Rio, mas nem por isso prejudicou o filme, aliás penso que criou novas possibilidades e deu frescura a todo o filme. Apesar de nem sempre correr bem trocas de realizadores em franquias, há algumas que precisam e neste caso a troca foi muito bem sucedida com Steve Martino e Mike Thurmeier a darem conta do recado.

Em suma temos um filme de animação e familiar muito bom que aconselho a miúdos e graúdos. Bons momentos e boa diversão durante todo o tempo do filme. Mais uma vez Scart torna-se a grande estrela dos acontecimentos destruidores da Terra, mas algo certo: Nunca desistirá da sua bolota!

7
A Idade do Gelo 4: Deriva Continental
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário