Velocidade Furiosa 7

Velocidade Furiosa 7 marca o final de uma grande etapa da série. A partir do sexto filme que sabíamos que a história, neste sétimo iria ser como uma grande resposta a todas as embrulhadas do enredo, resolvendo algumas lacunas, a mais grave do terceiro filme que nunca se inseriu na série de forma directa. O que não se sabia era a súbita mudança de enredo a meio da produção, dada a tragédia que abalou o mundo: a morte de Paul Walker.


Depois de muitas dúvidas se a produção iria, ou não, continuar, acabou por ficar certo desde inicio pelos estúdios da Universal, que este sétimo capítulo seria lançado como uma enorme homenagem ao jovem actor Paul Walker. E assim foi.


A história do filme, finalmente nos coloca o terceiro filme na linha temporal certa e oferece assim novas possibilidades para o futuro da série. Com Brian, a personagem de Walker a ser reformada neste filme, acabamos por ter uns dez minutos no final bastante emotivos. Sem dúvida que o conjunto de acontecimentos até ao lançamento deste filme e a forma como foi construído foram um grande motivador à emoção. Incrível mesmo.

O elenco dedica-se muito bem e é incrível, talvez pela morte do companheiro, mas é certo que as personagens estão aqui muito bem. Adorei. Muita ação e grande efeitos são outros pontos que fazem deste filme mais uma bela entrada da franquia. As cenas com os automóveis à muito que largaram o tuning de 2001, mas não é por isso que deixamos de ter grandes máquinas, em vários sentidos.

Bastantes cenas cómicas a acompanhar quase todos os momentos fazem-nos passar umas excelentes duas horas, com muita coisa à mistura, mas sempre com bastante coerência. Divertido, interessante, coerente, emotivo... e podia continuar com imensas palavras para descrever Velocidade Furiosa 7.

E mais uma vez de referir os emocionantes últimos minutos deste filme. Qualquer coisa de incrível e mais quando a sala aplaudiu, algo tão incomum no cinema, mas que nesta situação era tão, mas tão merecido. Perdemos muito bons nomes no cinema no ano que passou, mas se há um que apelou em massa ao publico mais jovem foi mesmo Paul Walker e foi incrível aquele ambiente na sala lotada!

Apesar disto, a Universal não termina a série e Vin Diesel está focado em continuar o legado com um oitavo filme que pode já estrear no próximo ano. Mais ainda, Tyrese Gibson e Ludacris estão muito interessados em fazer um spin-off para alargar toda a franquia. A Universal diz ainda que a série principal pode alongar-se até dez filmes, mas que isso não significa o fim do universo Velocidade Furiosa. Sem dúvida uma grande força de vontade por parte de todos em manter esta franquia na ribalta. Vamos ver!

8
Velocidade Furiosa 7
Muito Bom
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário