Área de Contenção | Destaques em Competição

A pedido d'Área de Contenção fica aqui alguns dos destaques que vão estar presentes nos Encontros Internacionais de Cinema Fantástico e de Horror do Cartaxo. Por isso este fim de semana tudo vai dar ao Cartaxo.




Nos dias 6, 7 e 8 de Novembro o cinema de horror e fantástico vindo de Portugal, Reino Unido, Espanha, Itália, Estados Unidos da América, Canadá, Servia, China, França, México, Japão, Rússia, Argentina, Índia, Holanda, Brasil, Polónia, Israel, Grécia, Singapura, Irão, Roménia, Indonésia, Finlândia e Dinamarca, vai ter lugar de destaque no Centro Cultural do Cartaxo.

Os filmes em competição dividem-se nas seguintes secções: seleccção Oficial (Longas e Curtas-Metragens), Out Of The Box (Prémio do Público) e Monstros Debaixo da Cama. Haverá ainda espaço para uma homenagem a Christopher Lee.

O site pode ser visitado aqui: http://areadecontencao.wix.com/areadecontencao
O canal de youtube com alguns trailers aqui: https://www.youtube.com/channel/UCPiOgY4xfC6tKlG50CtNHyQ
ou então no verde no comando MEO e no canal 126177

Slit Mouth Woman in L.A., de Takeshi Sone (EUA, Japão)

As lendas urbanas de horror japonesas encontram-se com as personagens de terror ocidentais (demónios, zombies, etc). Takeshi Sone faz do cruzamento entre a cultura japonesa e americana um filme recheado de estilo e horror.

III, de Pavel Khvaleev (Russia)


O filme do Russo Pavel Khvaleev é considerado por vários uma das grandes revelações no cinema de horror.
"Not only one of the most original horror films of the last decade, but one that should be on the top of any horror enthusiasts to watch list." in BloodGust OK Horror

Paranoia Park, de Bruno Mercier (França)


"Paranoia Park" leva-nos a uma perseguição sem tréguas por um parque de Paris e tem sido considerado por alguns uma descoberta no novo cinema francês. "Mais Paranoïa Park reste une proposition de cinéma anticonformiste et singulière ne demandant qu’à être soutenu. Un essai né des tripes d’un homme fou de cinéma navigant entre les rouages du système pour exister." Mathieu Le Berre

Candlestick, de Christopher Presswell (Reino Unido)


O filme de Christopher Presswell é uma nítida homenagem a Alfred Hitchcock, tendo havido quem lhe tenha chamado um "Hitchcock pós-moderno". "Candlestick" é morbido, mas com com muito humor e requinte. " Candlestick is chilling and brilliant. The film unfolds quietly and languidly like an intimate drawing-room drama; the twist is superbly executed. In retrospect, it’s all quite messed up. But it is messed up in a deliciously British, darkly ironic, and refreshingly contemporary manner." Melissa Legarda Alcantra in SineScreen

Be My Cat: A Film For Anne, de Adrian Țofei (Roménia)

Depois de uma presença no Fantasporto, "Be My Cat: A Film for Anne" regressa a Portugal e com ele regressa a obsessão do realizador Adrian Tofei pela actriz Anne Hathaway."If you’re a sensitive or immersive connoisseur of intense psychological cinema, be prepared to have your sense of empathy torn to shreds. This is a film that’s hard to shake, leaving viewers with a palpable sense of transformation–for better or worse!" Josh Millican in Dread Central

Glass, de Vince D’Amato (Canadá)

Inspirado no género Giallo, o filme de Vince D’Amato fecha um casal numa redoma de vidro longe do resto do mundo. "Horror is at its best when its about something else..." in Inbox

Killer Rack, de Gregory Lamberson (EUA)



"Killer Rack" talvez seja o filme mais improvável do festival... um filme para não levar a peito! "Subtle? No. Funny? Yes. Bloody? Hell yes!" Chris Alexander in Fangoria


Além de tudo isto ainda podem contar com a fantástica:

SELECÇÃO OFICIAL NACIONAL

Maria, de Joana Viegas (Portugal)
Gasolina, de João Teixeira (Portugal)
O Efeito Isaias, de Ramon de los Santos (Portugal)  
Arcana, de Jerónimo Ribeiro Rocha (Portugal)
A Tua Plateia, de Óscar Faria (Portugal)  
Ermida, de Vasco Esteves (Portugal) 
Bolor Negro, de Marta Pessoa (Portugal)
Bilis Negra, de Nuno Sá Pessoa (Portugal)  
Earth 2084, de Nuno Sá Pessoa (Portugal)
The Bad Girl, de Ricardo Machado (Portugal)
Se o Dia Chegar, de Pedro Santasmarinas (Portugal)
Os Palpites de Regina, de Diogo Figueira (Portugal)
Anjo Negro, de Pedro Horta (Portugal)
The Punishment, de Nelson Ferreira (Portugal) 
Noturna, de Pedro Farate (Portugal)
Killies, de David Rebordão (Portugal)
Lingo, de Vicente Nirō (Portugal)

Área de Contenção

Encontros Internacionais de Cinema Fantástico e de Horror do Cartaxo
Cartaxo International Fantastic and Horror Film Festival
Portugal
6, 7 and 8 November 2015

Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário