Jack Reacher: Nunca Voltes Atrás

Jack Reacher está de volta para uma sequela. Quatro anos depois Tom Cruise regressa ao papel de Reacher para trazer mais uma aventura deste ultra soldado. Este filme conta com Edward Zwick, conhecido por filmes como Defiance e Diamantes de Sangue. Além de Cruise, temos uma nova personagem feminina protagonizada pela bela Cobie Smulders, conhecida por filmes como Os Vingadores, ou séries como Foi Assim Que Aconteceu.


O filme segue muito a ideia e linha do primeiro, não se quer um filme de ação explosivo, mas sim algo que consiga mostrar um personagem astuto e que não está para brincadeiras. Não há aqueles momentos tensos de "dispara de uma vez". Aqui tudo é jogado ao milímetro e o ex-major Jack Reacher mantém a sua mestria em investigação. Diga-se mesmo que este é um título que mistura a investigação com a ação.


Jack Reacher: Nunca Voltes Atrás é mais uma adaptação dos livros de Lee Child e este é baseado no décimo oitavo livro do autor. Mas apenas queria deixar esta nota, pois no que toca à adaptação não tenho qualquer ideia se estará ou não bem feita.

O filme em si não está superior ou inferior ao primeiro, mantendo-se no mesmo nível de qualidade. Acho que a questão de terem colocado personagens novas, oferecendo uma nova visão à personalidade de Reacher foi positivo por um lado. Vejamos assim, a ideia de colocar o personagem mais sentimental e mostrar que afinal ele não é um cubo de gelo, pode ser interessante, mesmo para atrair mais publico. Por outro lado temos algumas cenas que caíram nos típicos clichés de hollywood, principalmente a parte final.

Este é um otimo filme de domingo à tarde, tal como o primeiro era. Não é, de todo um obrigatório no cinema, mas é um bom filme para uma sessão da tarde. Vê-se, não surpreende e entretém o suficiente para a hora e quarenta, mais ou menos, que apresenta.

Em suma acho ser um filme para os fãs do primeiro filme e dificilmente conseguirá passar disso. Trouxe algumas novidades no que toca à construção do personagem principal, mas no geral mantém-se tudo muito igual. Entretém o quanto basta para não nos fazer ir embora e é um filme interessante para aquelas noites que não temos mais nada que nos apeteça ver. Uma ação mais calma como o primeiro e mais atento aos pormenores de investigação e de capacidades de Reacher este é uma sequela que fica pelo razoável.

5
Jack Reacher: Nunca Voltes Atrás
Assim Assim
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário