Acabei de Acabar

Assassin's Creed: Brotherhood

Playstation 3

Assassin's Creed: Brotherhood

Depois de um excelente segundo jogo e com um estilo que me agradou mais que nunca, fiquei completamente agarrado para jogar Brotherhood. Este é a sequela direta do segundo jogo e conta com a continuação da história de Ezio Auditori. Para ser sincero e começando logo de forma menos positiva, este jogo já não foi tão grande surpresa como o anterior. Primeiro, o jogo mantem a ideologia do anterior, sendo praticamente o mesmo estilo de jogabilidade, ficando por isso, neste aspeto, nada mais do que já estava habituado, tendo apenas alguns pormenores novos. E antes de passar para o segundo ponto, preciso de referir algumas coisas. Eu sou um tipo de jogador que não é adepto de missões secundárias que não tenham algo relacionado com a história principal. Gosto de um jogo que possa jogar a sua história sem me estar a obrigar ir caçar um coelho ao monte, apenas porque um homem assim o deseja (Apenas um exemplo generalista, não é isto que acontece no jogo). E assim chego ao segundo ponto. Ao contrário do segundo jogo, em Brotherhood, cheguei a um ponto do jogo em que me senti na obrigação de ter de fazer uma imensidão de missões secundárias, apenas porque o jogo se estava a tornar demasiado difícil.

Muitos de vocês podem dizer que as missões secundárias servem, para melhorar o personagem. Sim é verdade, estas servem para isso, mas porque sou obrigado a faze-lo quando podiam igualmente ter colocado certas missões ao longo do jogo que me fosse oferecendo possibilidades financeiras para não ter de perder horas propositadamente em missões secundárias. Penso que este tipo de missões são excelentes para quem quer alongar a experiência do jogo e acredito que aquando do lançamento, não tendo outra coisa para se jogar, o pessoal se veja deliciado com este tipo de conteúdo, mas para mim é um ponto bem negativo.

No que toca à história principal e ao desenrolar do jogo ai já não posso falar mal. Brotherhood faz aquilo que o anterior jogo faz e ainda melhor. A história de Ezio fica cada vez mais interessante e concede-nos uma imensidão de informação tão boa que nos deixa colados a cada minuto. É mais um título bem interessante que nos oferece uma boa dose de história interessante e nos prepara para um próximo jogo que promete ter ainda mais intriga. Assassin’s Creed Brotherhood é sem dúvida o jogo 2.5, oferecendo uma conclusão óbvia, mas deixando sempre possibilidade para regressarmos a Itália. Fica-se com a sensação que na altura do lançamento a Ubisoft ainda não tinha bem certezas se esta saga seria para continuar ou não. Mais do que aconselhado!
8.5
Assassin's Creed: Brotherhood
Muito Bom
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

2 comentários:

  1. Esperemos que façam filmes melhores que o primeiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero exatamente o mesmo, apesar de haver algumas coisas que não precisam de alterar. Apesar de tudo o filme não é péssimo :)

      Eliminar