"Monstress" é grande vencedora do "Hugo Award"


A novela gráfica Monstress da autoria de Marjorie Liu e com ilustração de Sana Takeda arrecadou o prémio Hugo Award na sua categoria, ultrapassando outras obras muito conceituadas no ramo como Saga, Paper Girls, Black Panther, Ms. Marvel e ainda The Vision.

Desde 1995 que este prémio é atribuido aos melhores, dentro de várias categorias, como Ficção Científica, BD, Cinema e Séries, entre outros. É um prémio onde já desde 2009 as novelas gráficas são reconhecidas, tendo sido arrecadadas em anos anteriores por obras como: Saga, Ms. Marvel e Girl Genius. The Sandman: Overture é outro exemplo, que conseguiu o prémio no ano passado.

O Júri que atribui estes prémios é composto por membros do World Science Fiction Convention e tem lugar anualmente.

Esta é uma obra que já pode ser encontrada nas lojas, sendo disponibilizada pela editora Saída de Emergência.

Sinopse:

Num mundo alternativo de beleza art déco inspirado na Ásia oriental, eis que nos chega uma história de coragem, vingança e compaixão… 

Maika Meiolobo é uma adolescente que sobreviveu a uma guerra cataclísmica entre humanos e arcânicos, uma raça híbrida que descende dos Anciãos. Escravizada por bruxas inimigas que suspeitam dos seus poderes latentes,
Maika começa a desvendar o seu misterioso passado e, durante o processo, descobre que tem uma ligação psíquica com uma poderosa criatura de outro mundo.

Perante a opressão e o terrível perigo, Maika torna-se caçadora e presa, perseguida por aqueles que desejam usá-la, colocando-a no centro de uma guerra devastadora entre forças humanas e sobrenaturais. Enquanto isso, o monstro no seu interior começa a despertar...
Cristiana Ramos
Escrito por:

Dividida entre o mundo da Ciência e o mundo Geek. Viciada em livros e em roer as unhas. Espectadora assídua no cinema, especialmente se aparecer um certo Deus com cabelos loiros. Adora filmes de terror. Louca por cães, mas eles são tão fofos! Romântica incurável (apesar de não admitir). Fã de Friends, GoT e Big Bang Theory.

Sem comentários:

Enviar um comentário