Sessão de equilibrismo

Mais uma quinta-feira e mais uma viagem até à Casa das Artes de Coimbra para uma sessão de jogos de tabuleiro. Foram vários os jogos desta noite e desta vez levamos duas pessoas connosco para podermos experimentar algumas coisas novas. Por isso, se querem saber um pouco sobre os jogos que experimentamos esta noite continuem mais um bocadinho por aqui.

CV

No jogo CV já não foi a nossa primeira jogatina. Uma outra vez que tivemos por lá, tivemos a oportunidade de jogar este jogo. Não me vou alongar muito a falar sobre este jogo, mas desta vez experimentamos utilizando a expansão. Esta acrescenta dois tipos de cartas diferentes ao jogo, melhorando assim a experiência e aumentando as situações. Por um lado temos as cartas de rumores. Este tipo de cartas podem ser jogadas na nossa vida ou nas dos outros. Vantagem destas cartas? Dois pontos de vitória por cada carta no final do jogo. Desvantagem? Cada carta traz uma desvantagem, que mais à frente no jogo são realmente chatas, como por exemplo: Não podes comprar mais cartas amarelas. Na altura da velhice, onde este tipo de cartas são mais famosas, dá para tornar a vida bem complicada a um jogador. Depois temos as cartas de sorte. Estas aqui podem ser compradas por caras felizes ou tristes. Quando temos três caras tristes nos dados perdemos a jogada, mas com estas cartas isso já pode não acontecer, pois podemos optar por comprar uma carta destas gastando as caras tristes. Estas cartas não valem nada no final do jogo, mas dão uma ajuda instantânea, dando ao mesmo tempo uma desvantagem. Da minha parte, achei o jogo mais divertido e interessante com estas cartas extras por isso vale a pena jogar com tudo incluído.

Ler também: Opinião a CV


Splendor

Mais um título que não foi a nossa primeira jogatina. Splendor é um jogo que já repetimos várias vezes por lá e nesta quinta voltamos a jogar. A cada vez que pegamos em Splendor ficamos a gostar ainda mais. 

Ler também: Opinião ao Splendor

Cash and Guns

Este é um jogo social para ser jogado com vários jogadores. De preferência o máximo, que são oito. Para mim não foi bem aquilo que esperava. Depois de ver e ouvir falar sobre este título sempre pensei que fosse melhor do que acabou por ser. Não desgostei completamente, mas não foi assim tão divertido no que toca ao grupo que jogou. Cash and Guns consiste num grupo de ladrões que tenta ser o mais rico, indo assim contra todos os restantes jogadores.


Riff Raff

E estando numa de party games passamos a outro que já andavamos para experimentar há algum tempo. Riff Raff é um jogo de total equilibrismo, onde temos um barco que temos de encher até transbordar. Não é fácil manter o barco quieto com a tremenda ondulação que por ali estava. Um jogo divertido, ótimo para passar um bocadinho entre jogos. Pena que só podem jogar quatro pessoas no máximo. Foi um bom bocado em Riff Raff.


Kill Doctor Lucky

Um jogo que também já não foi a nossa primeira partida. Jogamos por duas vezes nesta noite e mais uma vez achamos interessante, excepto uma pessoa dos quatro que não gostou muito. É um jogo que tal como nos foi apresentado eu apresento-vos agora: Uma prequela ao Cluedo. Aqui temos de matar o velho, de seu importante nome: Doctor Lucky. É realmente um sortudo este senhor que vai se safando a cada canto. É um excelente jogo para grupos, visto dar para jogar com 8 pessoas e torna tudo mais desafiante. Nos gostamos e só temos pena que este seja um jogo extremamente caro para o estilo que é.


Mais uma excelente noite com a promeça que estaremos lá em breve novamente.
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário