Dados na Mesa: Chariot Race da Mas Que Oca


A Mas Que Oca tem disponível alguns jogos traduzidos para a nossa língua e este é um deles. Apesar de não ter qualquer dependência de língua, é importante referir esta tentativa em fornecer conteúdo ao mercado nacional, mesmo sendo uma editora e distribuidora presente no país vizinho. Chariot Race é apenas um do seu catálogo em português e é um jogo que achámos extremamente interessante e divertido. A dada altura do jogo, a Cristiana perguntou-me se era normal um dos nossos amigos já estar tão avançado na corrida em relação a nós, ficando por isso completamente fora do alcance dos nossos ataques. Bem, esta questão foi respondida rapidamente, quando a excessiva velocidade fez com que a sua biga ficasse completamente destruída.



Este é um jogo onde temos de gerir muito bem os aspetos da nossa biga, pois não nos podemos deixar nenhum de lado. Se excedemos na velocidade estamos sujeitos a um brusco acidente. Se não temos cuidado com o nível de destruição acabamos destruídos e fora do jogo e por último, se deixamos a nossa sorte acabar, fica tudo mais difícil. Lembro-me de referir num momento da nossa sessão que tinha faltado um pouco de sorte ao jogador que ia à frente e que acabou destruído, mas depois olhei para o nível de fortuna da sua biga e percebi que estava no zero. Este é um jogo de dados, o que só por si encaixa alguma sorte ao jogo, mas esta é uma sorte que pode ser manipulada até certo ponto, mas para isso precisamos de ter pontos de fortuna. Como já referi, é necessário gerir muito bem todas as características da nossa biga e é preciso ter isso em mente durante o jogo.


Chariot Race é um jogo temático de corridas que usa os dados para vários momentos, tal e qual jogos como Bang The Dice Game, mas com tanta coisa a acontecer e toda a guerra que acontece dentro de pista este título pode passar de pacífico a frenético e violento numa questão de poucos segundos. A segunda volta da corrida, que é a última pode ser bastante catastrófica devido à enorme quantidade de detritos que vão sendo largados na pista. Um jogo que gostámos e que queremos repetir rapidamente.

8
Dados na Mesa: Chariot Race da Mas Que Oca
Muito Bom
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário