Crónicas de um Jogador

Transbot

Master System

Transbot

Eis o primeiro jogo que adquiri para uma consola, o belíssimo Transbot para a Master System. Com sete anos de idade, todo lampeiro convenci a minha mãe a entrar na Joaninha e a comprar-me um jogo de vídeo, repito, UM JOGO DE VÍDEO! Com um robôt de cores chamativas na capa, seria um jogo divertidissimo com certeza! Este jogo ensinou-me que, é preciso ter paciência, persistência e saber ao que se vai!

Este jogo é um side scrolling shooter, o que em português significa jogo de tiros com nave espacial do Nokia 3310 (R-Type), de forma mais descritiva, da direita para a esquerda. Na introdução não nos é explicado a história, porque o que interessa é jogar! Na capa do jogo é dito que somos sobreviventes de uma guerra nuclear, e o nosso objectivo é destruir um computador que nos quer impedir de reconstruir a Humanidade.

Na nossa nave espacial começamos a eliminar inimigos com cores chamativas, e temos direito a  três vidas! Os nossos inimigos, umas matérias com ar mecânico esquisito, serpenteiam e atiram-se a uma certa velocidade. A nave transforma-se em robôt, modificando o nosso armamento de forma aleatória, mediante a destruição de umas carrinhas que aparecem a cumprir os limites de velocidade em ambiente pós-apocalíptico! O engraçado vem agora, após umas batalhas seguidas apercebo-me que o jogo repete-se, tendo dois níveis diferentes sendo o último obstáculo da volta um robôt de duas pernas! O jogo literalmente não tem fim, e vai aumentando a dificuldade mediante cada volta. A nossa recompensa será bater o nosso High-Score.

Transbot é um jogo que nunca saiu do meu imaginário pelo significado que teve nos jogos de vídeo, pela dedicação para que com ele tive, e pelas capacidades que com ele adquiri.

Apesar da descrição cheia de raiva e rancor por ser uma "História Interminável", é um jogo muito bom nos seus termos. O estilo arcada é característico, desafiante para connosco, divertido e de dificuldade gradual mediante cada turno, e é por isto que terá sempre um lugar especial no meu coração.
Armando Mateus
Escrito por:

Gamer dedicado, leitor apaixonado e escritor nos tempos livres. Fascinado a um todo produzido pela sociedade: a Cultura, o símbolo dos velhos e dos novos tempos!

Sem comentários:

Enviar um comentário