quarta-feira, 4 de julho de 2018

PS2

War of the Monsters


War of the Monsters, um jogo para a PS2 inspirado nos filmes antigos de monstros aterradores, que davam arrepios às pessoas que achavam que um telemóvel era ficção científica!

O jogo é fantástico, altamente divertido, que se revela pela destruição que o jogador pode exercer. A história é bastante simplista: Aliens invadem o nosso planeta e a Humanidade consegue defender-se e destruir esta invasão. O problema vem depois, onde de uma maneira ou de outra o que está dentro das naves espaciais, (líquido radioactivo, combustível), derrama ou é manipulado para criar os monstros destrutivos. 

As comparações são evidentes, em tantas horas que perdi a jogar na minha juventude este clássico, pouco conhecido, tínhamos uma espécie de King Kong, Godzila, Meca japonês estilo Gundam, um Dragão, um Alien, etc… O jogo em si é lindo, pode-se destruir tudo! Os gritos aflitos das pessoas enquanto são esmagadas como uvas após a vindima, os prédios a cair enquanto fazemos explodir toda a espécie de veículos na cabeça do nosso adversário, e o contentamento de ver todos os monstros derrotados com uma cidade desfeita. Podemos jogar com um máximo de três adversários, um total de quatro monstros na cidade. 

Não se enganem, o maior divertimento está em jogar com um amigo nosso, pois garanto, nada melhor do que o ver a chorar baba e ranho após perder, ou conseguir despertar o monstro destrutivo que está no seu interior! Na pausa para o café temos mini-jogos que nos brindam pela perícia em controlar o nosso monstrinho de estimação. 

O veredicto é único, uma hidden gem, que nunca saiu do meu imaginário quando vi a sua capa na MegaScore (paz à sua alma!), ao qual sou capaz de voltar com todo o gosto, para ver um amigo meu espernear e a chorar no meio de gritos e grunhidos, com a sua derrota iminente!
Armando Mateus
Escrito por:

Gamer dedicado, leitor apaixonado e escritor nos tempos livres. Fascinado a um todo produzido pela sociedade: a Cultura, o símbolo dos velhos e dos novos tempos!

  • 0Blogger
  • Facebook

Deixa o teu comentário

Enviar um comentário