Cobra Kai



Cobra Kai é uma série produzida e lançada no Youtube Red. Antes de avançar mais, temos que mergulhar na história que está por trás.

Tudo começou em 1984, quando Daniel Larusso (Ralph Macchio) foi salvo pelo Senhor Miyagi (Pat Morita) e, depois de aprender karaté com o mesmo, derrotou o seu arqui-inimigo e bully, Johnny Lawrence (William Zabka), numa competição de artes marciais. Já agora, spoilers para o "The Karate Kid" ("Momento da Verdade", em Portugal).

O sucesso desse capítulo inicial levou a uma série de sequelas às quais não vou dedicar muito mais tempo por não serem relevantes para este artigo. Ficam a saber que existem, mas que não foram tão marcantes como o primeiro filme.
Depois, em 2010, Jaden Smith saltou para o papel principal no remake e, juntamente com Jackie Chan, trouxe o franchise à tona, mas apenas o suficiente para o dar a conhecer a uma audiência mais jovem. Apesar dos esforços e do filme em si não estar assim tão mau, não teve a mesma aderência que o original e o "Karate Kid" caiu novamente ao tapete. Curiosamente, o remake já se chamou "Karate Kid" em Portugal, apesar de desta vez o protagonista aprender kung fu e não karaté.

Quem acabou por ajudar o karateca a levantar-se foi, surpreendentemente, uma série de comédia: "How I Met Your Mother" ("Foi Assim Que Aconteceu", em Portugal... a sério, quem é que anda a fazer estas traduções?). Nessa série, como parte de uma piada recorrente, Barney Stinson (Neil Patrick Harris) vê o "The Karate Kid" de uma forma muito diferente. Do seu ponto de vista distorcido, o vilão era o Daniel Larusso, um rapaz acabado de chegar à cidade que tenta roubar a namorada de Johnny e que acaba por vencer a final da competição de artes marciais usando uma técnica ilegal.

E assim nasceu Cobra Kai (em 2018), a série que, décadas mais tarde, nos mostra a história do lado de Johnny Lawrence, onde Larusso é o mau da fita. Partindo do momento final do primeiro filme, a série dá-nos a conhecer o que aconteceu com as personagens ao longo das décadas e consegue ser uma sequela que ao mesmo tempo tem laivos de remake, trazendo uma frescura ao franchise sem perder o sabor original. O estilo vilão-muito-mau-herói-muito-bom dos anos 80-90 foi substituido pelo afinal-quem-é-o-herói-e-quem-é-o-vilão que é muito mais apreciado nos tempos modernos. Mais, se em "The Karate Kid" ansiavámos para que o herói se vingasse e derrotasse o vilão, em "Cobra Kai" só queremos que eles falem e se entendam, algo que está muito mais em harmonia com a essência das artes marciais.

Aqui, a comédia e o drama andam de mãos dadas e as interações simples entre as personagens têm peso emocional significativo. O formato de episódios de 30 minutos é ideal, levando a um o drama com ritmo agradável apenas pontuado pelo humor e sem momentos mais arrastados usados só para preencher o tempo.

A primeira temporada tem 10 episódios, o que, com pausas para lanchar e ir à casa de banho, dará cerca de 6 horas de puro entretenimento. Fechem as persianas, ponham-se debaixo das mantas (se estiver frio) e apreciem.

A série está já marcada para uma segunda temporada que trará outros 10 episódios.
Pedro Cruz
Escrito por:

"Spawned" em Aveiro no fim do início da década de 90, apreciador de amostras de imaginação e criatividade, artesão de coisas, mestre da fina e ancestral arte da procrastinação e... por hoje já chega. Acabo isto amanhã...

Sem comentários:

Enviar um comentário