Porto - Primeiras Impressões



Porto é apenas uma das grandes novidades do ano para a MEBO Games. Com lançamento marcado para o maior evento de Jogos de Tabuleiro do ano, em Essen, espera-se que alcance o mercado nacional um pouco antes da partida para a demonstração internacional. O Café Mais Geek teve a oportunidade de falar um pouco com o criador Orlando Sá e também de ter uma primeira experiência com o novo título. Antes de mais referir que Orlando Sá ficou conhecido graças a um pequeno jogo grátis que se tornou gigante no mundo dos Jogos de Tabuleiro. Adamastor foi o tal e tendo sido realizado para um concurso acabou a ganhar fama como um dos principais jogos Print'n'Play (nome dado aos jogos em versões gratuitas). A MEBO apostou assim neste autor para oferecer uma nova experiência e adicionar mais um título nacional ao seu catálogo.

Porto é um jogo com mecânicas interessantes e que vão fazer recordar outros jogos. Longe de copiar o que quer que seja, este título encontra o estilo de jogo de Ticket to Ride, oferecendo uma experiência única e bem diferente de qualquer outro. Um conjunto de regras que tornam acessível a qualquer idade, mas ao mesmo tempo desafiante o suficiente para agradar aos jogadores mais experientes. Além disso, o jogo ainda apresenta um modo solo que oferece ainda mais possibilidades. Até 4 jogadores, com uma duração de 40 a 50 minutos, Porto leva a uma aprendizagem rápida e de fácil manuseio, conseguindo depois aumentar o tempo médio da duração, quando começamos a realizar partidas mais sólidas e carregadas de estratégia.

Foto de Orlando Sá
Da nossa experiência, podemos dizer que saímos satisfeitos e sentimos que podemos ter aqui mais um título de sucesso por parte da MEBO Games. Tal como Arraial alcançou o público de rompante, com uma experiência sólida e de certa forma casual, este consegue fazer isso e ainda oferecer uma experiência mais estratégica. Tanto da minha parte como da Cristiana ficamos altamente interessados em pegar na versão final. A arte do jogo está incrível  e carregada de pequenos pormenores que vão fazer qualquer um andar em busca de tudo o que por lá está escondido, tal e qual uma busca do Waldo! Um aspecto muito importante e bem pensado pela equipa por trás de Porto são as cartas e principais peças de jogo que de uma forma subtil possibilitam que pessoas com algum nível de daltonismo consigam jogar sem qualquer problema.

Até ao final do ano esperamos que em muitas casas nacionais se possa estar a incutir os jogos de tabuleiro e quem sabe na construção da zona da Ribeira do Porto. Este é um título a ter em atenção e que com certeza irá oferecer muitas horas de jogo. Pelo Café Mais Geek podem contar com todas as novidades e informações relativamente a Porto.
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário