Samitério de Animais


Depois de nos anos 70 e 80 termos tido uma série de adaptações de livros da incrível e macabra mente de Stephen King, parece que a década de 2010 vai ficar na história pelo regresso destas histórias ao cinema. Tivemos It e vamos ter a segunda parte já este ano, A Torre Negra que ficou aquém das expectativas, mas oferece uma visão moderna do livro e agora temos nos cinemas Samitério de Animais, mas acreditem que não ficaremos por aqui, com mais adaptações a caminho. It foi um filme que me surpreendeu pela positiva, com uma adaptação bem realizada e que funcionou perfeitamente no cinema, apesar das várias alterações, por isso é compreensível que Samitério de Animais estivesse na minha lista de prioridades cinematográficas de 2019. Finalmente chegou o dia e lá fomos ver na estreia, apenas duas horas após sairmos de Shazam! Foi um dia dedicado ao cinema.

Esqueçam o estilo de It ou de qualquer outro filme de terror da atualidade, onde há sempre um personagem idiota para fazer piadas nos momentos menos oportunos, ou onde a história insiste em aliviar a tensão através de momentos parvos. Em Samitério dos Animais encontramos uma história incrivelmente negra, sem um único segundo de alívio. Talvez não seja filme que irá agradar a todo o tipo de público e tenho a certeza que em alguns casos não irá despertar os mesmos sentimentos e sensações que parece querer apresentar, mas sem dúvida que se esforça para isso. Normalmente quando vou ao cinema é para me divertir, para me entreter, mas este é um filme de terror que leva o seu género muito a sério e em momento algum nos entretém. Atenção que não estou a dizer isto de forma negativa, muito provavelmente os fãs do género vão ficar satisfeitos com o resultado deste título, mas como já disse não será um filme para todo o público.

Por aqui adoro um bom filme de terror. Não me assusto com tudo, mas gosto de um ou outro filme que me coloque aquelas ideias na cabeça que me fazem olhar por cima do ombro quando estou a regressar a casa numa noite escura como o breu. Já houve vários filmes que o conseguiram e Samitério dos Animais de certo modo também o fez. A macabra história e a forma como nos apresentam todos os horrores que caem sobre aquela família são incrivelmente pesados e fazem-nos realmente sentir pena por aqueles pais e aqueles miúdos. É incrível como ficou forte e principalmente para quem tenha filhos consegue ainda ser mais desesperante. A história está no ponto e funciona, mesmo com as alterações em relação à obra literária. No cinema funciona e a forma como termina deixa qualquer um a sentir-se ainda pior por já antever o que irá acontecer.

Samitério dos Animais é pesado e muito negro, com um enredo bem construído e personagens que desempenham bem os seus papéis. Não é o melhor filme de terror, mas é de destacar a sua forma de construção e o facto de não se ter deixado levar pelos moldes atuais do género. É um filme com uma identidade muito própria e que pode funcionar tão bem quanto tão mal, dependendo sempre da predisposição do espectador e garantindo que para muitos será uma experiência realmente assustadora. A realização a cargo de Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, que já tem uma grande experiência no género, contam esta história de uma forma muito bem centrada nos personagens e em tudo o que estão a passar. Funciona perfeitamente e oferecem momentos muito bons, deixando qualquer um a pensar em tudo o que envolve a cena. É um filme que se destaca pela positiva, muito bem filmado e trabalhado onde o enredo e o elenco se aliaram de uma forma muito concisa. Por aqui gostámos do filme e mesmo havendo alguns pormenores que poderiam ter sido ainda mais assustadores, é um filme que sem dúvida faz justiça ao seu género e penso que à obra onde se baseou.
8
Samitério de Animais
Muito Bom
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário