Acabei de Acabar

L.A. Noire para a Nintendo Switch

Nintendo Switch

L.A. Noire para a Nintendo Switch


Desde que L.A. Noire foi lançado pela Rockstar Games que nunca houve oportunidade de o jogar, nem tão pouco de o adquirir. Foi um jogo que tinha na minha lista, mas nunca passou disso e o tempo lá foi passando. Já uns bons anos após o seu lançamento está novamente de regresso com uma versão completa e gráficos melhorados e melhor ainda foi anunciada uma versão para a Nintendo Switch, mostrando que a famosa editora também quer provar o mercado da Nintendo. Com o lançamento deste jogo a acontecer pouco tempo antes de ter adquirido a consola e pelo preço mais reduzido foi uma das minhas primeiras apostas e finalmente comecei esta jornada.

Este é um policial com um estilo jogo característico da companhia, mas com um aspeto único onde cada uma das nossas escolhas podem influenciar a história de determinada personagem. Uma das grandes inovações deste jogo foi a gravação das expressões das personagens através de sensores colocados em pessoas reais e isso criou um realismo único onde é possível perceber o estado do personagem naquele momento, ajudando assim nas nossas escolhas, mas já muita coisa está documentada por essa internet fora acerca deste jogo por isso vou passar a escrever sobre a minha experiência com este jogo e em especial com esta versão.


Primeiro ponto e talvez um dos que mais marca o marketing da Nintendo Switch, é a possibilidade de poder ter esta experiência em qualquer lugar, apesar de que na minha opinião este é um jogo muito bom para colocar a consola na dock, ligada a uma bela televisão e apreciar a beleza do jogo, principalmente porque na sua maioria é de notar uma clara melhoria no que toca a performance do jogo quando estamos ligados à TV. O modo portátil sofre em certos momentos e apesar de não ser suficiente para arruinar a experiência pode acabar por desagradar os mais atentos. Ao final das contas, este jogo oferece uma boa dose de entretenimento independentemente da forma como é jogado pois aqui o mais importante é mesmo a aventura em si e a forma como a vamos desenvolvendo.

É extremamente interessante ver o rumo que conseguimos tomar e a forma como o nosso personagem se vai desenrolando pela história. Um enredo que me agarrou do princípio ao fim e conseguiu sem dúvida me surpreender pela positiva, conseguindo aliar um estilo bem semelhante ao de GTA, onde andamos livremente pela cidade havendo mesmo todos aqueles extras para realizar oferecendo mais horas de jogo para uma maior exploração a todo o cenário, mas sempre com um foco muito grande no enredo.


Se há uma época americana que gostem em especial é a que este jogo retrata. O final dos anos 40, início dos anos 50, o tempo dos gangsters a sério, aquele estilo de roupa muito clássico e todo o ambiente das grandes cidades são sempre cenários incríveis quer para filmes, quer para jogos, por isso não será de admirar que tudo o que rodeia esta história foi extremamente interessante para mim, principalmente por estar no papel de um policia.

O jogo emana os anos 40 e até nos possibilita jogar tudo em preto e branco dando ainda mais ênfase a todo o estilo do jogo. É o ambiente, a história, os personagens e tudo neste jogo nos leva a viver aqueles anos de uma forma muito bem trabalhada. Tal como noutros títulos da produtora a liberdade que nos oferecem para poder explorar aquele mundo virtual é algo que irá agradar a muitos, mas ao contrário de Grand Theft Auto, aqui o foco é a o enredo criminal que nos irá fazer ligar a consola a toda a hora.

L.A. Noire é um jogo de época muito bem desenhado e mostra muito bem que a Switch é capaz de correr um título com grande dimensão, não havendo motivos para um GTA V não ser possível na consola. Apesar de ser um título da última geração de consolas, esta versão usa os elementos das remasterizados e preparados para a nova geração. Pessoalmente, senti a história de uma forma que já esperava pois tal como expliquei adoro toda a ficção que envolva estas décadas americanas.


É uma pena que a Rockstar nunca tenha agarrado numa sequela a este título, mas tal como Red Dead Redemption precisou de uma série de anos até ter mais um capítulo, quem sabe se não teremos mesmo um segundo capítulo deste jogo e até mais breve do que esperamos. A nova versão oferece ainda mais envolvência, com algumas opções alteradas e com todos os extras a que temos direito, por isso se nunca tiveram oportunidade de jogar este título esta é a altura, seja em que plataforma for e se apenas tiverem uma Nintendo Switch, garanto que vão ter uma experiência igualmente incrível.
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário