Era of Kingdoms



Quando me lembro de em meados dos anos 2000 passar horas em frente ao PC a jogar títulos como Age of Empires ou Age of Wonders entre muitos outros semelhantes e com os mais diversos nomes e ideias, fico sempre com aquela vontade de explorar novamente aqueles mundos. Hoje o mundo dos videojogos não tem assim tantos títulos daquele tipo de estratégia disponíveis, estando tudo agora cada vez mais realista e simulador, fugindo um pouco ao nível de diversão inerente aos clássicos. Contudo não estou aqui para vos escrever sobre videojogos, bem pelo contrário, vamos agora pegar em toda esta ideia de jogos de estratégia inspirados em Age of Empires e levar a ideia para cima da mesa. 

Logo à partida só veria uma forma de fazer isso, que seria num enorme jogo de miniaturas onde grandes batalhas poderiam acontecer, mas e se fosse mais simples que isso? Em abril de 2018, deparei-me pela primeira vez com o jogo Era of Kingdoms no Kickstarter. Ainda com a campanha em andamento, depressa fiquei intrigado com o jogo e comecei a explorar as suas ideias. Após algumas conversas com o criador do jogo, acabou por levar ao envio de uma cópia de demo para que a equipa do Café Mais Geek conseguisse trazer uma opinião em primeira mão ao mercado nacional, mas infelizmente a alfândega nacional acabou por tramar todos os planos. Assim e já em 2019 , acabamos por receber a informação que uma cópia final iria chegar à redação, desta vez diretamente dos armazéns europeus e agora estamos totalmente aficionados neste jogo.


A facilidade com que explicamos o jogo a todos os grupos com que nos juntamos é um ponto logo a favor, tornando neste um dos títulos mais fáceis de aprender que vimos nos últimos tempos. Com um conjunto de regras simples e que parecem encaixar tão bem, fica tão fácil explicar como perceber. Poderá haver alguns pontos que nem sempre são totalmente claros pelo livro de regras e no meio de algumas dúvidas que vão aparecendo nas nossas sessões, nem sempre conseguimos responder com todas as certezas, mas a forma como o jogo se molda também acaba por tornar mais fácil interpretar as regras à maneira que achamos fazer mais sentido. No final das contas, temos um jogo equilibrado o suficiente para uma bela série de partidas.

Não é um jogo onde as batalhas vos vão fazer vencedores e onde a progressão do reino é o mais importante. Têm de se aventurar neste jogo com um espírito de evolução dos recursos do reino para mais tarde conseguir ter melhores condições e mais personagens que vão permitir ter mais pontos de vitória e bónus muito interessantes. Apesar de depender muito das pessoas que estão em torno da mesa, é um tipo de jogo que acaba por ser rápido, não levando muito mais que 40 minutos para terminar ao fim de dominarmos e conhecermos as cartas que compõem os baralhos.


Além disso, a versão Kickstarter que temos connosco, vem ainda com três mini-expansões que estamos ainda a explorar, mas que oferecem muito mais ao jogo. Para mim, a primeira é a que encaixa de forma mais perfeita no jogo base e acrescenta algo que poderia bem estar na raiz de Era of Kingdoms. Digo isto pois permite retirar um pequeno componente de sorte que são os baralhos onde vamos buscar cartas. Enquanto no jogo base, o retirar de cartas acaba por depender totalmente da sorte, nesta mini-expansão vamos ter algumas cartas viradas para cima que nos permitem desenvolver melhores estratégias de evolução. Mesmo criando aqui uma pequena house-rule de colocar algumas cartas apresentadas ao jogador no jogo base, fica a faltar algumas cartas que são inseridas nos baralhos basic e intermediate

Era of Kingdoms é um belo jogo de estratégia que complementa uma série de mecânicas interessantes e onde as cartas fazem todo o jogo. O conteúdo da caixa oferece imenso material para jogar, pois além do jogo base, têm acesso a três mini-expansões que permitem inserir ainda mais mecânicas no jogo como mercado de bens, sistemas de draft mais estratégico e ainda um novo e completo sistema de marcar os pontos de vitória. O jogo torna-se assim ainda mais completo quando adicionamos todo o seu conteúdo, permitindo a existência de vários níveis de dificuldade. Se por um lado, o jogo base consegue colocar jogadores de várias idades a participar, mesmo os mais novos, têm ainda a possibilidade de criar mais desafio para os mais experientes.


É muito interessante ver como este título acabou por sair e se ao início estava extremamente curioso por experimentar, então agora acabou por se tornar um dos jogos sempre presentes nas nossas sessões. Além de tudo ainda está disponível o Conquest of the King, que é um sistema de combate competitivo para dois jogadores, que faz uso das cartas do jogo, mas este sistema quero explorar ainda mais e julgo que irá merecer um artigo próprio, por isso se estão curiosos acompanhem o Café Mais Geek para não perder pitada. Se querem saber ainda mais sobre Era of Kingdoms podem descobrir tudo pelo website oficial, página do kickstarter ou através das redes sociais. Por aqui vamos continuar a divertir-nos com este fantástico jogo.
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário