Concordia



Um jogo já com alguns anos, considerado por muitos um dos grandes do género de estratégia desta nova era de jogos de tabuleiro. Já há algum tempo que estava na nossa prateleira para ser experimentado, mas parecia quase impossível juntar um grupo de pessoal que realmente conseguisse apreciar um jogo deste género. A versão que temos por aqui é a publicada pela Mas Que Oca que além de ter as regras em espanhol, tem também em português, meio de portugal, meio do brasil. Em relação às cartas, que aqui são de extrema importância, visto serem o fulcral deste jogo, podem contar com um baralho totalmente em espanhol, assim como um totalmente em português. Por isso podem ter como garantido que vão entender muito aquilo que é necessário fazer com esta versão.

Como disse antes as cartas são aqui parte fulcral, pois são estas que vos farão realizar os eventos necessários para o avançar do jogo. Entre várias ações, o jogo não tem muito para explicar em termos de regras, aliás tendo em conta o tamanho do livro de regras fiquei totalmente perplexo após o abrir pela primeira vez quando me deparei com uma página de regras que realmente explicam como jogar Concordia. Não é muito difícil de explicar e basta ir acompanhando o que as cartas fazem para perceber o desenvolvimento das nossas ações. Logicamente que saber realmente o que fazem todas as cartas ajuda a desenvolvermos a nossa estratégia mais cedo, levando a que provavelmente na vossa primeira sessão estejam a jogar um pouco às cegas. De qualquer forma o livro de regras é todo um compêndio de instruções a cada uma das cartas presentes, o que pode ajudar numa primeira análise.

Apesar de na primeira vista parecer um jogo demasiado complexo, este tem um nível de dificuldade entre o médio-baixo. Sem se complicar muito e com regras simples e diretas, a complexidade de cada partida já vai depender do grupo de jogadores que se sentar com vocês. Quanto mais amantes de estratégia e mais conhecedores das possibilidades do jogo, mais interessante vai ficar e definitivamente mais complexo. Geralmente neste tipo de títulos com mais estratégia gosto sempre de colocar a Cristiana no meio das sessões pois fico sempre com a real perceção se o jogo é demasiado difícil ou não. Isto porque a Cristiana não é muito fã de jogos mais estratégicos e no entanto jogos como Concordia, Terraforming Mars ou o mais recente Era of Kingdoms acabou por gostar bastante, mesmo com todo o nível de estratégia inerente aos mesmos.

Este é um jogo que pode ser preenchido com até cinco pessoas e tem uma duração algo longa, indo para lá da hora e meia, podendo mesmo ultrapassar em larga escala este tempo na primeira vez que experimentarem. Com uma arte bem interessante e um tabuleiro de dois lados que deve ser escolhido dependendo do número de jogadores, acrescentando ainda uma série de expansões acabam por ter aqui um jogo com grande variedade e possibilidade de ser jogado múltiplas vezes sem nunca cansar. Consigo considerar Concordia como um título a ser introduzido aqueles amigos que já entraram no mundo dos jogos de tabuleiro, mas procuram agora uma experiência um pouco mais intensa.

Concordia é um belíssimo jogo, lançado já em 2013, mas que ainda tem espaço na mesa de muitos geeks por esse mundo fora. Por aqui gostámos da experiência e pretendemos fazer mais umas sessões em torno destes mapas. Longe das batalhas, este é um jogo mais direcionado aos recursos e exploração do mapa, com o tabuleiro a levar-nos em torno da Europa (3 a 5 jogadores), ou apenas à volta da Itália (2 a 4 jogadores), sendo que consideramos o número ideal de jogadores serem 4, oferecendo assim a possibilidade de experimentar qualquer um dos dois mapas e tornando o jogo o mais fluente possível. Assim se ainda são novos nestas andanças dos jogos de tabuleiro, este pode ser um bom próximo capítulo nas vossas aventuras. 
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário