Acabei de Acabar

eFootball PES 2020

Playstation 4

eFootball PES 2020


Desta vez, acho que vou puxar pela nostalgia como normalmente o Armando faz na sua habitual rubrica. Pro Evolution Soccer está na minha memória desde o meu início como jogador. Já nos anos 90 ainda com menos de 10 anos me deliciava com International Superstar Soccer Deluxe na Super Nintendo e claro o International Super Soccer 64 na Nintendo 64, passando ainda mais tarde pelo a edição 98 já na primeira PlayStation. E agora os mais novos de vocês devem perguntar: mas por alma de quem falas tu de um International Superstar Soccer? Bem, a verdade é que a Konami antes de se afirmar com a franquia Pro Evolution Soccer apresentava aos jogadores estes ISS, que serviram de base para a franquia que mais tarde viria a fazer forte frente ao FIFA.

Hoje PES tem andado mais pelas ruas da amargura que pela glória, mas todos os anos tem apresentado trabalho que promete vir a revolucionar o mundo dos videojogos de futebol. A edição 2020 apostou na diferença e numa forte ligação aos esports. Com o nome novamente alterado passa a ser agora conhecido como eFootball PES 2020 e assim demonstra esta ligação aos desportos electrónicos, logo a partir do seu título. Esta aposta veio oferecer uma série de conteúdo exclusivo ao videojogos da Konami. As novas edições vão batalhar pelos maiores palcos e estou curioso para compreender onde tudo isto irá chegar. Talvez uma análise de meia temporada será interessante para um jogo destes.

eFootball PES 2020 encontramos uma experiência completa e que transpira o futebol total. Se há algo que sempre foi conseguido em Pro Evolution Soccer é a apresentação e a sensação de estarmos realmente a viver o desporto e está cada vez melhor. Mantendo as ideias dos títulos anteriores, temos aqui uma apresentação pré-jogo incrível com alguns estádios a terem mesmo as cidades à volta totalmente renderizadas, criando uma maior sensação de realidade. A tentativa de estar cada vez mais próximo do que encontramos na realidade continua e desde que a Konami avançou para o motor de jogo criado pelo Kojima, que PES tem ganho uma identidade muito própria. O grafismo cada vez mais incrível, pequenos pormenores que elevam a experiência de jogo. Novas dinâmicas que tornam tudo mais dinâmico. Um dos momentos que me deixou logo de queixo caído foi o simples movimento da bola pelo relvado que se percebe cada vez mais realista, com pequenos saltos em relação à forma como a relva se encontra.

Aos poucos e poucos sentimos que a Konami está a conseguir lidar com esta batalha quase inglória contra a EA, havendo sempre um ponto onde fica atrás: as licenças. O novo jogo continua sem as maiores e mais famosas licenças de ligas europeias como a espanhola ou a inglesa. Em contrapartida temos a Liga NOS completamente licenciada, com direito a relatos na nossa língua e ainda o Estádio José Alvalade. Continua a ser uma pena não termos acesso à nossa segunda liga e às restantes competições nacionais de forma oficial: Taça de Portugal, Supertaça Cândido de Oliveira e claro a Taça da Liga, tendo em consideração que as primeiras duas estão disponíveis como habitual. Ainda neste ponto continuamos a ter a opção de adicionar os mágicos optionfiles ou de nós próprios começarmos o trabalho de edição. Ainda me recordo de no PES 3 ter todas as equipas nacionais com tudo o que me era possível editado para estar mais próximo da realidade, chegando mesmo a criar os logos a partir do editor, pixel a pixel! Bons tempos… Hoje há imensas equipas dedicadas que passado alguns dias do lançamento já têm apostos ficheiros com todas as equipas e nomes editados para ter o aspeto que deveria ter. Lembrando que apenas é possível adicionar estes ficheiros na PS4 e no PC.

eFootball PES 2020 é uma verdadeira demonstração que as coisas estão a ficar melhores para a Konami e está a chegar novamente ao ponto onde poderá realmente fazer frente ao seu concorrente. Apesar de contínuas limitações que não são resolvidas, o modo online deste novo jogo foca-se mais numa experiência de evolução natural do que nas micro transações. Apesar de parecer estranho, tendo em conta que o trabalho da Konami nos últimos anos ser a aposta neste tipo de forma de fazer dinheiro, aqui não encontramos neste método um factor muito forte. Logo nos primeiros dias era possível encontrar equipas com alguns jogadores, que no FIFA iria certamente demorar alguns meses, mas principalmente algumas dezenas ou mesmo centenas de euros. Os jogos de desporto tornam-se cada vez mais serviços de fazer dinheiro e eFootball PES 2020 continua a ir atrás da tendência, apesar de esta versão ainda não ter relação muito forte com estes métodos. Vou continuar a minha luta no modo Master League, onde quero explorar mais antes de escrever sobre esta. Aguardem, que teremos mais um artigo acerca deste jogo muito em breve.
8
eFootball PES 2020
Muito Bom
Eduardo Rodrigues
Escrito por:

Nascido em Coimbra, a residir bem perto e a estudar cá. Considero-me um geek, um devorador de filmes e adoro ler um bom Comic. Gosto de videojogos e adoro o mundo Nintendo. Tenho uma pequena coleção que vai desde a Mega Drive até à Wii U. Adepto quase fanático da Briosa e um assistente fervoroso no estádio.

Sem comentários:

Enviar um comentário