Carrossel: o novo jogo que vai andar à volta na mesa


Quatro irmãos receberam em herança um velho Carrossel e decidiram competir entre si para ver qual deles ficaria como dono do Carrossel. Simples: quem vender mais bilhetes, ganha!

Carrossel é o novo jogo da Mebo Games, para 2 a 4 jogadores. É um jogo de estratégia abstracto, em que cada jogador será um dos irmãos, controlando uma das bilheteiras do famoso divertimento. É um jogo rápido e simples, que promete estar concluído em aproximadamente 30 minutos, pelo que será fácil colocar na mesa. Apesar da sua simplicidade, não é, contudo, demasiado leve, exigindo uma complexidade de raciocínio que irá seduzir até o jogador mais hardcore.


O tabuleiro está divido em secções, correspondentes ao número de jogadores. Cada jogador coloca a sua bilheteira em frente de uma dessas secções e 3 clientes são colocados à frente de cada bilheteira, aguardando para entrar no Carrossel. Cada jogador recebe Cartas de Lugar numeradas de 1 a 12 e recebe Peças de Animais com a cor que escolhemos para nos representar. São colocados na mesa, aleatoriamente, 4 objectivos que valerão pontos extra no fim do jogo e estamos prontos a começar.


Os turnos de jogo são muito simples: cada jogador, em simultâneo e em segredo, escolhe uma Carta de Lugar e uma Peça de Animal para jogar. Quando reveladas, a Peça de Animal será colocada no lugar da secção à sua frente do Carrossel correspondente ao número da Carta de Lugar que jogou. Seguidamente, confere-se se existem clientes em condições de entrar no Carrossel, pontuando os jogadores que beneficiarem da sua entrada caso isso aconteça.

E como se pontua? Os clientes entram no Carrossel se, na secção de bilheteira onde se encontram, estiver uma sequência de Animais livres correspondente aos animais pretendidos pelos 3 clientes em espera. Essas sequências podem ser feitas com animais de múltiplos jogadores, pelo que esses jogadores dividiram os pontos, indo buscar o cliente correspondente ao(s) seu(s) Animal(ais).

Fazendo jus à temática, o tabuleiro roda, pelo que a secção que tivemos à nossa frente passa para o jogador seguinte e herdamos a secção do anterior. Volta-se a conferir se existem clientes em condições de entrar no Carrossel, pontuando novamente, e começa novo turno.

É esta mecânica de rotação, tão apropriada à temática, que faz o jogo brilhar. Temos de estar em constante análise não só da secção que se encontra à nossa frente, mas também da secção que iremos herdar e da seguinte. Isto porque recebemos os pontos dos clientes que se sentarem nos Animais que jogámos com a nossa cor, independentemente de se encontrarem à nossa frente ou à frente de outro jogador, levando-nos a exercitar a mente, de forma a tirar o máximo partido deste puzzle.


A arte do jogo leva-nos facilmente para o imaginário dos parques de diversões, pelo que está muito bem conseguida, reforçando o ambiente. A produção dos componentes está excelente, com apenas um alerta para o facto das Peças de Cliente se soltarem facilmente dos seus apoios plásticos, pelo que, no início de cada jogo, é de esperar ter de calçar novamente muitas destas peças. O tabuleiro giratório é único e está brilhante, rodando facilmente e sem atrapalhar a fluidez de jogo.

Gostei bastante de Carrossel. É rápido, servindo para quando o tempo aperta, e fácil de por na mesa para qualquer tipologia de jogador.
8
Carrossel: o novo jogo que vai andar à volta na mesa
Muito Bom
Rui Martins
Escrito por:

Designer Gráfico de profissão, actor e fotógrafo a complementar, mas mesmo muito geek nos tempos livres. Boardgames são o meu maior objecto de adoração, mas também me entrego aos videojogos e cinema.

Sem comentários:

Enviar um comentário