À conversa com Naomi Novik: a autora de “Coração Negro”
Publicado a 06 Jan, 2020

A autora nova-iorquina Naomi Novik, nomeada para o prémio Hugo e que recebeu os prémios John W. Campbell e Locus, ambos para Melhor Novo Autor, e o Compton Crook Award para Melhor Romance de Estreia, todos pela obra Coração Negro esteve à conversa com o Café Mais Geek durante a última Comic Con Portugal.

Durante a conversa, falou-se de como é que a escritora passou de ciências computacionais para a literatura, o porquê de escrever sobre fantasia e ainda sobre a sua experiência em Portugal e se veríamos um pouco do nosso país retratado num dos seus próximos livros.

Antes de se dedicar à escrita, Naomi esteve envolvida na área dos videojogos e explicou-nos a semelhança entre construir uma história para um jogo e de um livro, e o que é extremamente necessário é envolver o jogador/leitor e que este participe na história.

Naomi explica que adora tudo o que é ficção especulativa, desde fantasia, ficção científica e ficção histórica, e que para ela são os três pilares que fazem criar mundos, adorando o poder de transportar o leitor numa viagem para um lugar sem ser aquele em que realmente estamos no nosso dia-a-dia. No fim, o que conta é a experiência num lugar diferente, tal como acontece quando se viaja. Naomi explica que pretende conectar as pessoas com a sua escrita, e que mesmo que não sejamos capazes de trocar uma palavra nas nossas línguas, conseguimos sorrir e sentir que nos conectámos, sabendo que é uma história que adoramos e que estamos conectados de alguma forma.

Quanto à sua experiência em Lisboa, Naomi disse estar maravilhada. Que perdeu um dia inteiro na Quinta da Regaleira, sentindo que estava num lugar mágico e que inclusive vai usar o poço iniciático numa das suas novas histórias, que retrata uma escola de magia e que o lugar de conexão dessa escola para o mundo real vai ser o poço. Para além de Sintra, Naomi perdeu-se na zona história de Lisboa, de Alfama até ao Castelo de São Jorge e que se encantou com as vistas da cidade portuguesa, desde os edifícios mais antigos, às ruínas, do porto, até aos edifícios mais modernos.

Naomi revelou ser fã da escritora Ursula K. Le Guin, Anne McCaffrey e de Robin McKinley. Que viu Game Of Thrones e que ficou desiludida com a última temporada tal como a maioria dos fãs e que na área dos videojogos, o seu predilecto é Witcher 3, na qual gastou mais de 200 horas porque sempre que começa um jogo tem que terminar todas as missões!

Escrito por:
Cristiana Ramos
Dividida entre o mundo da Ciência e o mundo Geek. Viciada em livros e viagens. Espectadora assídua no cinema, especialmente se aparecer um certo Deus com cabelos loiros. Adora filmes de terror. Louca por cães, mas eles são tão fofos! Romântica incurável (apesar de não admitir).