March Comes In Like a Lion

March comes in like a Lion ou 3-gatsu no Lion, é um daqueles animes que nos toca a um nível mais profundo, de uma maneira que todos, de certa forma nos podemos relacionar.

Claro que com as suas falhas e os seus mais de 40 episódios que são um pouco complicados de digerir para alguns expectadores, esta é uma historia que possui um desenvolvimento lento e seguro, mas que no final nos aquece o coração de maneiras inimagináveis, retratando problemas sociais atuais e de extrema importância.

A historia segue a vida de Rei Kiriyama, que embora seja um prodígio do Shogi e alcançar um estatuto profissional elevado ainda jovem, até agora tem sido sombria. As dificuldades pessoais e a pressão do mundo profissional do Shogi, levam-no a um distanciamento social e dificuldade de comunicação com outros. Com isto Rei muda-se da casa da sua família adotiva, e aos 17 anos encontra-se a viver sozinho num apartamento em Tóquio, cuidando muito mal de si mesmo.

Através de pessoas que vai conhecendo na sua vida, dando principal destaque nas irmãs Kawamoto, Rei parte numa jornada de introspecção e reconhecimento pessoal, tentando entender não só os seus sentimentos complexos e destrutivo, como os daqueles à sua volta.

March comes in like a Lion, como disse anteriormente, tem um desenvolvimento lento e detalhado, mas apresenta-nos uma belíssima lição de vida de como superar inseguranças, dificuldades e depressão; fazendo isto através de poderosos monólogos de introspecção e com a utilização de cenários e cores ligadas à intensidade da ação. Este anime pinta um percurso de crescimento pessoal, as muitas lutas internas e batalhas continuas que enfrentamos enquanto crescemos e entramos na idade adulta, dando imensa importância ao desenvolvimento não só do personagem principal mas também daqueles que se cruzam no seu caminho.

Este anime apresenta-nos não só um storytelling espetacular como excelência visual e sonora, com uma fantástica utilização de cenários reais, assim como o uso de cores e paisagens diferentes para representar a diferença de maturidade entre as cenas. A banda sonora é também uma das mais espectaculares que já ouvi, sendo que tanto a musica de abertura como a de fecho são das minhas favoritas. A correlação entre cena e áudio está feita de modo extremamente bem conseguida, estimulando o lado emocional do expectador com perfeição.

Para concluir, devo dizer que embora o facto de haver uma necessidade de conhecimento sobre Shogi e o desenvolvimento do anime ser extremamente lento desencorajar um pouco a sua visualização, este é um dos animes de drama que mais posso recomendar, dando-lhe assim um 9.0/10, esperando que talvez algum de vocês vá dar uma vista de olhos nesta excelente produção!

Capa
9
March Comes In Like a Lion
Incrível
Ano 2016 Tipo serie Episódios 44
Distribuição por
Estúdio
  • História involvente
  • Personagem principal relacionável
  • Arte e banda sonora cativantes
  • Boa adaptação do manga original
  • Captação de temas atuais
  • História longa
  • Desenvolvimento Lento
  • Fraco desenvolvimento de certos personagens
  • Conhecimentos sobre Shogi
Rita Neves
Escrito por: Rita Neves

Então, podem começar por tratar-me por Yumi. Desde muito nova que o mundo geek e a cultura pop eram a minha escapatória da realidade. Comecei o meu amor por cosplay também muito cedo e por isso agora para não é uma opção. Sou uma super fã de história e arqueologia (alguns cosideram-me até obcecada). Uma romantica incurável e uma amante de literatura, por isso a melhor prenda que me poderiam dar era um date com Shakespeare.