Gamescom: Karma Zoo é a nova aposta da Devolver Digital
Publicado a 12 Set, 2023

Animais e karma talvez seja algo que nunca esperámos ler na mesma frase, mas foi exatamente isso que fui descobrir na sala do estúdio francês Pasta Games na quinta-feira, o primeiro dia aberto ao público na Gamescom.

Publicado pela Devolver Digital, que nos trouxe recentemente os adorados Death’s Door e Cult of the Lamb, chega-nos Karma Zoo, um jogo onde o karma tem um papel decisivo.

imagem cedida por Pasta Games / Karma Zoo

“Só ganhas se ajudares outros jogadores”, explica Fabien Delpiano, fundador e proprietário do Pasta Games, que se sentou comigo e com outro colega jornalista para jogar uma partida do modo Totem. “Este é, digamos, o modo de co-op no sofá, onde até 8 jogadores podem juntar-se num desafio de vários mini-jogos”, explica-nos Fabien enquanto tentamos derrotar, ou esconder-nos, de algo que mais parecia o Olho de Sauron. Quando o meu personagem morreu, Fabien assegura-me: “Aqui morrer é fixe, porque aparece um túmulo no lugar onde morreste e isso pode ajudar outros personagens a atravessar áreas e a chegar mais longe…”

imagem cedida por Pasta Games / Karma Zoo

“O Pasta Games fez muitos trabalhos de outsourcing para outros estúdios. Trabalhámos em Rayman, Pac-Man, mas recentemente quisemos criar algo nosso, mais ambicioso e estúpido, de tão divertido”, diz-nos Fabien quando nos leva pelo menu de escolha de personagens, muito simplista e dentro do tema pixel art do jogo, mas logo com várias cores à disposição. “Tudo é partilhado em Karma Zoo, interessa é colaborar, porque se tentares terminar uma partida sozinho, não ganhas nada, porque foste individualista e daí não ganhas os corações de karma que ajudam à progressão e a desbloquear novos personagens, poderes, entre outros”.

Para além do modo Totem, onde nos divertimos bastante, existe também o modo Loop, que estava apenas disponível e jogável na área do público no stand da Devolver Digital, bem mais agitado e concorrido, longe da quietude onde nos sentámos a jogar. “Não há uma partida igual, no caos de cada run, e é por isso que Karma Zoo convida tanto jogadores experientes como novatos. O modo Totem é perfeito para quando recebes família e amigos em casa”.

“Bate-me, bate-me”, atira Fabien enquanto fazemos por escalar um género de torre num nível frenético, “Isso, obrigado por me bateres”. Quando aperto os botões com força para impulsionar o seu personagem parede acima, rimo-nos e perdemos o controlo, naquele que é um momento que parece destinado a repetir-se sempre que alguém jogar com amigos. Sim, bater no outro personagem é outro dos truques que pode ajudar a chegar mais longe. Cantar é outro, mas vou deixar que descubram a beleza da animação e do som deste truque cantante para quando jogarem este título que pode muito bem vir a conquistar um lugar especial no cantinho dos vossos party games.

Karma Zoo estará disponível em 22 línguas, podendo ser jogado online (também com lobbies privados) ou localmente e com cross-platform entre PC e consolas. Deverá chegar à PlayStation 5, Nintendo Switch, Microsoft Window e Xbox Series X/S ainda em 2023 (data não anunciada).

Escrito por:
Filipe Branco
Fã de cultura geek em geral, mas é nos livros, videojogos e cinema onde mais me perco. Adoro escrever sobre o que me apaixona e eventos de gaming é comigo. Podem encontrar-me online ou à deriva num dos extensos corredores da próxima Gamescom.