Gideon Fall Vol.2 – Pecados Originais

Gideon Fall Vol.2 – Pecados Originais é escrito por Jeff Lemire e ilustrado por Andrea Sorrentino. A dupla Lemire-Sorrentino volta para continuar a sua grande história de mistério e terror.

Um mistério cada vez mais profundo e que se vai adensando no segundo volume da série do escritor Jeff Lemire (Descender, Velho Logan), autor best-seller do New York Times e vencedor de múltiplos prémios Eisner, e do artista Andrea Sorrentino. Enquanto Norton Sinclair, o jovem perturbado e reclusivo que saiu há pouco do hospício, vai mergulhando cada vez mais fundo na sua busca pelo segredo do Celeiro Negro, o padre Fred, um sacerdote Católico cuja fé está cada vez mais abalada, descobre o que se esconde por trás dum conjunto de homicídios macabros.

Gideon Falls Vol.1- O Celeiro Negro

Gideon Falls assemelha-se a uma colisão frontal entre a atmosfera surreal e inquietante de Twin Peaks e o terror puro de The Haunting of Hill House, criando uma série verdadeiramente viciante. Mistério rural e terror urbano colidem nesta reflexão profunda sobre a obsessão, a doença mental e a fé.

Mais uma vez, e não é surpresa nenhuma, Jeff Lemire não desilude com este segundo volume de Gideon Falls. Nesta segunda parte, conseguimos mais respostas através de alguns flashbacks, que nos dão informação acerca do passado de algumas personagens, conseguindo assim atar algumas pontas soltas deixadas pelo primeiro livro.

O ritmo com que o livro progride é ligeiramente mais lento, no entanto, o mistério permanece e continua a agarrar o leitor até à última página. Lemire normalmente não faz terror, mas este escritor é qualquer coisa de especial, ele consegue escrever todos os géneros e prende muito facilmente os leitores com as suas histórias bem delineadas. Em Gideon Falls, consegue criar uma atmosfera sombria com mistério e até alguns elementos de ficção científica, absorvendo assim a atenção do leitor desligando-o do que o rodeia. O mistério envolta do Celeiro Negro contínua, deixando o leitor com algumas revelações mas ao mesmo muito confuso, no bom sentido claro, porque mesmo depois de ler o livro ainda penso nele e no mistério desta série. O livro acaba com um cliffhanger poderoso que nos deixa cheio de ansiedade de ler o livro seguinte.

O traço peculiar de Andrea Sorrentino continua muito bom, consegue captar a atmosfera sombria transmitida pelo argumento de Lemire e cativar visualmente com a disposição criativa das vinhetas. Ele brinca com o tamanho e posicionamento das vinhetas e as perspectivas, tornando a leitura dinâmica. Sorrentino está a arriscar ao fazer uma coisa diferente do que habitualmente vemos nas banda desenhadas atuais. Valorizo bastante isso porque numa altura em que estamos saturados de bandas desenhadas que não arriscam e visualmente são banais, Sorrentino dá uma lufada de ar fresco mudando as regras do jogo produzindo páginas inovadoras do início ao fim.  

Gideon Falls é uma lufada de ar fresco tanto para a indústria de banda desenhada em geral como para o catálogo da G Floy Studio Portugal.  A dupla Lemire-Sorrentino continua esta série carregada de mistério e terror com um argumento muito bem escrito e ilustrações incríveis características de Sorrentino. 

Esta análise foi possível com o apoio da G. Floy Studio!
Este artigo pertence ao especial
Capa
9
Gideon Fall Vol.2 - Pecados Originais
Gideon Falls Vol.2 - Original Sins
Incrível
História de Arte de
Lançamento maio de 2020 2/6
Distribuição por
  • Jeff Lemire mais uma vez escreve uma história muito bem delineada cheia de mistério e terror que prende o leitor muito facilmente.
  • Andrea Sorrentino mais uma vez é muito criativo, com ilustrações deslumbrantes ao longo do livro.
Miguel Real
Escrito por: Miguel Real

Full-time geek, apaixonado por banda desenhada e filmes. Apreciador de tudo o que a cultura pop tem para oferecer, excepto animes e mangas(¯\_(ツ)_/¯). Leitor compulsivo de Stephen King, jogador compulsivo de Rainbow Six Siege e viciado em boas séries de televisão. Fã de Breaking Bad, Alan Moore e Led Zeppelin.