Lançamento de Mulan e o seu preço absurdo

Atualização: Numa recente nota de um representante da Disney+ foi dito que a partir do momento em que o utilizador adquire este filme, fica com acesso ao mesmo até terminar o seu serviço de subscrição normal.

O serviço Disney+ ainda não chegou a Portugal, mas está para breve tendo o seu lançamento marcado já para o próximo dia 15 de setembro. Já o filme Mulan vai ser lançado neste serviço no dia 4 de setembro. Assim, o lançamento em terras lusas será feito no cinema, pois em todos os países onde o serviço não está disponível será lançado no formato tradicional. Mas este lançamento vem com várias questões envolvidas.

Além do utilizador necessitar de ter uma subscrição mensal do serviço, terá ainda de pagar por um novo plano, intitulado de star que irá permitir visualizar uma única vez o tão aguardado filme Mulan. Essa subscrição é de $29.99. Aqui está o primeiro problema, uma subscrição de valores gigantes para um único filme, visto que foi também confirmado pela Disney que não tenciona lançar outros filmes adiados neste formato.

O valor de $29.99 não afeta o público nacional por enquanto, mas pode ser uma tendência no caso de sucesso. Este valor parece existir apenas para demonstrar que se não for na sala de cinema não haverá uma forma fácil e segura de ver o filme, a não ser que pague e bem. Estamos a falar de um valor que ultrapassa em larga escala um bilhete de cinema, mesmo nos EUA onde os bilhetes de cinema custam em média $9, passando mesmo o valor de um Blu-ray que custa entre $15 a $30, podendo ser visto vezes sem conta.

Qual é a vossa opinião acerca desta questão? Conseguem-se ver a pagar valores destes para uma estreia? Se fosse os Vingadores: Endgame, pagavam este valor?

Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.