O Corvo Branco chega aos TVCine

O famoso ator Ralph Fiennes, que interpretou personagens como Voldemort, tem no seu currículo três filmes como realizador. O último trabalho é O Corvo Branco, que chegará agora aos canais TVCine. Este filme retrata a fuga para o ocidente do bailarino e coreógrafo soviético Rudolf Nureyev. O Corvo Branco levará os espetadores por uma história dramática repleta de arte, tudo dia 26 de março, quinta-feira, às 22h00 no TVCine Edition.

Um jovem de apenas 22 anos, vestido com uma boina preta e um fato escuro justo, viaja num avião de São Petersburgo para Paris. Estamos em 1961 e Rudolf Nureyev ainda não é uma figura lendária e majestosa: dança na mundialmente famosa companhia de Ballet Kirov e viaja pela primeira vez para fora da União Soviética. A vida parisiense encanta Nureyev e o jovem bailarino está ávido por consumir toda a cultura, arte e música que a deslumbrante cidade tem para oferecer. Mas os agentes do KGB, que o observam a cada movimento, tornam-se cada vez mais desconfiados do seu comportamento e da amizade com a jovem parisiense Clara Saint. Quando finalmente confrontam Nureyev com uma exigência chocante, ele é obrigado a tomar uma dolorosa decisão que poderá mudar para sempre o curso da sua vida e colocar em perigo a sua família e amigos.

 

O bailarino ucraniano Oleg Ivenko foi o escolhido para interpretar Nureyev, e o elenco conta ainda com interpretação do realizador Ralph Fiennes (nomeado para o Óscar® de Melhor Ator em O Paciente Inglês), Adèle Exarchopoulos (Fidelidade Sem Limite) e Louis Hofmann (A Agente Vermelha), entre outros.

Nota Extra: Rudolf Nureyev (1938 – 1993) foi um dos mais celebrados bailarinos do século XX, primeira estrela masculina do bailado desde Vaslav Nijinsky (1889 -1950), tendo reformulado o papel da figura masculina na dança. Em 1961, quando estava em tournée com o Ballet Kirov em Paris, furou a barreira da segurança soviética e pediu asilo político no Aeroporto de Le Bourget. O bailarino foi o primeiro artista soviético a fugir durante a Guerra Fria, o que teve grande impacto internacional. Dançou nalguns dos palcos mais importantes do mundo, e com grandes bailarinas, como Margot Fontayne, Eva Evdokimova e Veronica Tennant, e foi convidado para diretor do Ballet da Ópera de Paris, em 1983, tendo continuado a dançar. Em 1989 dançou na União Soviética pela primeira vez desde que a abandonara. Fez a sua última aparição pública em outubro de 1992, como diretor na estreia parisiense de uma nova produção de La Bayadère, tendo morrido no ano seguinte em Paris. 

Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.