Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo – Um divertido regresso à série

Quando o primeiro trailer de Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo saiu, fiquei agradavelmente surpreendido. Sempre fui um fã da série de Phineas e Ferb, e ao ver Candace a andar de bicicleta e a cantar na rua a tentar ignorar o seu instinto de apanhar nos seus irmãos para conseguir desfrutar do lindo dia de sol que estava a viver. Convenceu-me a ver o filme. E honestamente, NÃO DECEPCIONOU!

Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo consegue manter todos os componentes que os fãs esperam e adoram, como as canções cativantes, o humor aleatório e a mensagem de que enquanto não deixarmos a sociedade destruir a nossa imaginação infantil podemos alcançar o que queremos; sem nunca precisar recorrer à nostalgia.

Sim, obviamente, muitas das piadas recorrentes com Candace não ser capaz de apanhar os seus irmãos porque Perry e Doofermzscmit fazem algo que acaba por limpar o que estes tinham construído. Perry a ter de salvar toda a gente enquanto se tenta manter incógnito e a Isabela a ter um crachá de escuteira para qualquer situação ainda estão presentes, mas de uma forma renovada que nos faz sentir como se fosse algo novo.

Recorrer a Nostalgia faria de Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo apenas mais um filme a tentar relembrar-nos de emoções passadas, mas ao torná-lo um novo take enquanto mantém as piadas recorrentes é como uma nova visão sobre a história e das personagens.

Mas o filme vai muito além das piadas e canções engraçadas. Ao contrário da maioria dos episódios do programa em que Candace é sobretudo uma personagem que segue a plot, no filme ela torna-se um ponto de foco principal que lidera o percurso da história. Isto permite-nos uma melhor compreensão da sua personagem, das suas emoções e do que a leva a esta obsessão de apanhar os seus irmãos.

Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo é, portanto, mais que um filme de comédia de animaçao e torna-se uma história capaz de abordar temas mais sérios como a insegurança. a amizade, a compreensão e apoio mútuo de uma forma muito divertida e positiva que fortalece a mensagem.

Durante todo o filme, personagens como Candace e uma raça de alienígenas chamados “Os Cobardes” (The Cowards) são manipulados e levados a colocar-se em situações abusivas por uma imperatriz que tira partido dos seus medos e dúvidas por lavagem cerebral cultural (uma pequena metáfora sobre imperialismo que o filme não explora muito) e pelo isolamento de amigos e família. No final, ambos acabam por aprender que valem muito mais do que pensam, quando Phineas e Ferb (juntamente com Doofermzscmit e o resto dos seus amigos) lhes mostram empatia e preocupação, fazendo-os ver o quão especiais eles realmente são e ajudando-os a ultrapassar a prisão emocional em que estavam.

Em última análise, Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo consegue o que todos os fãs de Phineas e Ferb poderiam desejar, uma mensagem poderosa, contada de forma muito positiva, grandes números musicais, sem esquecer as piadas recorrentes que todos gostamos, tudo enquanto apresentam uma visão renovada da história.

Sim, o filme baralha um pouco a continuidade da série, mas, alguém quer mesmo saber? Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo é um “must see” para qualquer fã de Phineas e Ferb e que nos deixa todos a pensar:

Porque é que deixaram de fazer esta série e onde é que assino para mais episódios?!

Capa
8
Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo
Phineas and Ferb, the movie: Candace Against the Universe
Muito Bom
Realização
Estreia 28 de Agosto de 2020 Duração 01H26M (86 min)
Distribuidor
  • Novo ponto de Vista sobre a história e os personagens
  • Perfeito equilibrio entre piadas recorrentes e novas piadas
  • Foco em Candace que permite uma melhor exploração da personagem
  • Mensagem séria contada de forma divertida
  • Canções que ficam no ouvido
  • Quebra continuidade da série
Diogo Gomes
Escrito por: Diogo Gomes

Milenial com mestrado em Psicologia Clínica com especialização em Sexologia apaixonado por Artes, Videojogos e Tatuagens. Auto-intitulado Rogue que constantemente se perde na sua própria imaginação.