Underworld: Evolução, de Len Wiseman

Para quem tem vindo a acompanhar esta rubrica desde o início saberá que quando começo com uma saga tendo a concluir, principalmente se todos os filmes da dita saga estiverem por aqui na estante. O mês passado foi ligeiramente diferente, devido ao especial de Halloween, onde acabei por me debruçar em alguns títulos bem específicos para a época e com isso acabaram por ficar algumas sagas iniciadas. O objetivo agora é terminar de explorar os restantes filmes, por isso durante as próximas semanas poderão contar com Underworld, Resident Evil e The Mummy! Agora, gostaria que me acompanhassem nesta viagem até ao segundo capítulo da franquia Underworld.

Underworld: Evolução é um filme de 2006, que conta o mesmo realizador do primeiro filme, Len Wiseman, assim como o guionista Danny McBride que está igualmente de volta. Aliás, a grande maioria da equipa mantém-se intacta e isto tem um motivo que já vou referir de seguida. A produção ficou a cargo das companhias Screen Gems, Lakeshore Entertainment e da Vancouver Film Studios. Já o elenco do filme conta novamente com Kate Beckinsale no papel de Selene e Scott Speedman no papel de Michael. Bill Nighy, Shane Brolly e Michael Sheen também voltam a aparecer em vários momentos. Tony Curran é quem representa Marcus o novo vilão deste filme.

Tal como o próprio nome do filme indica, este é realmente uma evolução do primeiro filme. Quando toda esta produção da saga começou, a equipa tinha intenção de expandir o universo da melhor forma possível, por isso logo à partida haveria três filmes em consideração. O primeiro e o segundo capítulo faziam parte de um único guião que foi dividido em dois para reduzir a duração do primeiro filme. Já o terceiro filme seria um regresso ao passado. A ideia era que a produção da prequela iniciasse ainda durante a produção do segundo filme. Foi isso mesmo que acabou por acontecer assim que o estúdio deu luz verde para a continuação desta saga. Por esse motivo, a exploração do passado nestes filmes têm uma conexão tão certeira com a prequela. Este segundo título é muito difícil de captar grande interesse quando pensamos nele como um só, mas como extensão do primeiro, então surge a verdadeira magia.

Numa aventura fantástica de vampiros que não é excecional na sua qualidade, consegue aqui encaixar dois filmes decentes e suficientemente interessantes para contar uma história que envolve o mais importante deste universo. Ao ver estes dois filmes e olhando para o segundo como uma conclusão do primeiro conseguimos sentir que esta é uma obra completa. Por aqui é uma saga que sempre me fascinou. Acompanho desde o seu início e sendo os vampiros um dos meus monstros fantásticos favoritos e sendo esta uma forma moderna e diferente de ver este universo dos vampiros contra os lobisomens, acabou por me manter agarrado e a aguardar cada uma das sequelas.

Quantos de vocês gostam deste segundo capítulo? Melhor ou pior que o primeiro filme? Queremos saber quantos fãs de Underworld andam por aí! Aqui já sabem que há um…

Até para a semana!

Capa
Underworld: Evolução
Underworld: Evolution
Realização
Estreia 9 de Março de 2006 Duração 01H46M (106 min)
Distribuidor
Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.