Viagem ao Centro da Terra 2: A Ilha Misteriosa, de Brad Peyton

Este é daquele género de filmes que sempre adorei ver e ao mesmo tempo deve ser aquilo com mais sagas quebradas ainda em fase inicial. Esta saga tinha potencial para um conjunto de vários filmes familiares e ia no bom caminho, onde ambas as produções, mesmo com orçamentos relativamente baixos comparativamente a outras grandes produções, conseguiram arrecadar bons números nas bilheteiras. Este Viagem ao Centro da Terra 2: A Ilha Misteriosa – mais uma bela tradução de títulos feita em Portugal – consegue mesmo superar o primeiro filme em bilheteira em quase 100 milhões, quando o orçamento entre o primeiro e segundo tinha uma diferença de menos de 20 milhões. Isto levava a crer que o terceiro capítulo estava garantido e realmente a sua produção iniciou-se, onde o próprio Dwayne Johnson se encontrava como protagonista e até como co-realizador. Infelizmente as coisas não avançaram e em 2018 foi oficializado o cancelamento do terceiro filme, mas voltemos atrás até ao segundo filme.

Viagem ao Centro da Terra 2: A Ilha Misteriosa é um filme de 2012 e uma sequela do filme que na semana passada esteve nesta rubrica. As equipas de produção não são muito diferentes do filme anterior, contando que a Warner Bros. Entertainment fez a distribuição global do filme. As maiores mudanças foi mesmo na cadeira de realizador, entre outros membros da equipa e claro no elenco onde apenas um faz o retorno e ligação com o primeiro filme. No que toca à realização, é agora Brad Peyton a assumir os comandos, sendo conhecido não só por esta sequência, mas também pelos mais recentes filmes San Andreas e Rampage, que curiosamente todos têm uma ligação relativamente ao elenco utilizado. Já a história e o guião foram desenvolvidos por Brian Gunn que esteve envolvido no mais recente Brightburn e está a trabalhar na futura série de televisão de Jupiter’s Legacy (O Legado de Júpiter). Além disso, Mark Gunn apoiou neste desenvolvimento, enquanto Richard Outten ajudou na história.

O elenco foi onde as maiores mudanças ocorreram. No primeiro filme, o elenco era curto e a grande maioria da história se desenrolava em torno de três personagens. Já este segundo tem um grupo de pessoas mais importantes, sendo que a equipa é composta por Josh Hutcherson, Dwayne Johnson, Michael Caine, Vanessa Hudgens, Luis Guzmán e Kristin Davis. De todos estes nomes apena Joshn Hutcherson regressou ao seu papel do primeiro filme, tendo em conta que todo o restante elenco é novo na história. Enquanto Kristin Davis substitui a mãe do principal protagonista, a equipa de aventureiros é agora maior e é composta por Josh Hutcherson que é o principal e anda em busca do avô, Dwayne Johnson que é o padrasto a tentar que o jovem goste dele, Michael Caine é o avô que está na Ilha Misteriosa, enquanto Vanessa Hudgens e Luis Guzmán, vivem numa ilha pacata e acabam nesta aventura de forma forçada.

Antes de tecer mais algumas palavras sobre este filme, deixem-me referir a edição em DVD que podem ver na parte superior deste artigo. O menu deste DVD é das coisas mais horríveis que já vi e não é uma versão portuguesa, é mesmo versão internacional com legendas em português apenas para o filme. Primeiro utilizaram uma imagem de fundo de baixíssima qualidade, segundo todo o menu foi construído num software grátis de templates pré-feitos, terceiro a cor utilizada na zona dos menus é um verde que faz doer os olhos e quando entramos para uma página de opções todo o fundo é dessa mesma cor, quarto a imagem de fundo do menu salta de 4:3 para 16:9, ficando todas as seleções fora do sítio certo, quinto só me pergunto como é que uma equipa de profissionais da Warner Bros. (ou de quem quer que tenha editado este filme) conseguiu colocar no mercado algo assim. Os extras são poucos, mas os que há não têm legendas em português. Mostra uma diferença abismal entre o DVD do primeiro filme, com um menu personalizado e a condizer com a restante imagem gráfica do filme e este segundo que não tem nada de interessante.

Quer o primeiro capítulo, quer o segundo, estão longe de ser filmes perfeitos, mas entretém o suficiente para me agradar revisitar, apenas me apetecendo destruir o DVD deste segundo, mas antes regravar todos os conteúdos, construir um menu como deve ser feito e enviar para os senhores perceberem como um profissional de design trabalha. Algo assim desse género. Entretanto, só fico com pena que o terceiro capítulo tenha acabado cancelado e que dificilmente volte a ter luz verde. Gostaria muito de ver para onde esta saga se iria encaminhar, ainda por cima porque já estavam dois filmes com ordem para avançar.

O que me têm a dizer deste Viagem ao Centro da Terra 2: A Ilha Misteriosa? Até para a semana, onde um novo filme entrará nesta rubrica que já conta com 16 filmes, incluindo este, desde que comecei esta aventura no final de março!

Capa
Viagem ao Centro da Terra 2: A Ilha Misteriosa
Journey 2: The Mysterious Island
Realização
Estreia 08-03-2012 Duração 94
Distribuidor
Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.