Top 10 Boardgames de 2019

5. Detective: City of Angels

Detective: City of Angels é um jogo de investigação, mistério e intriga para 1 a 5 jogadores. passado nos violentos e negros anos 40 em Los Angeles. A maioria dos jogadores serão detectives de homicídio da LAPD, sedentos de glória e dispostos a tudo para fechar o caso que investigam, nem que isso implique intimidar suspeitos, esconder provas e contratar bufos para denunciar os seus colegas. Um jogador fará o papel de The Chisel, com o objectivo único de atrasar e desviar do rumo certo os detectives, servindo-se de bluff, manipulação e mentiras.

 

4. Paladins of the West Kingdom

Este jogo é um worker placement game passado num tempo turbulento da história da West Francia. Enquanto se procura desenvolver a cidade, múltiplas ameaças externas requerem ser defendidas. Os jogadores são nobres que, a cada ronda, irão recrutar a ajuda de um paladino para angariar trabalhadores para realizar várias tarefas, como construir outposts e fortificações, defender dos inimigos e espalhar fé pela província, de forma a conseguir pontos de vitória.

 

3. Wingspan

Wingspan é um engine building game, focado em cartas, em que 1 a 5 jogadores são entusiastas de pássaros, procurando descobrir e atrair os melhores pássaros para a sua network de habitats selvagens. Cada habitat é focado numa ação do jogo: ganhar comida, colocar ovos ou comprar novos pássaros e jogá-los. Cada pássaro atraído para um habitat irá tornar a ação associada mais poderosa, pelo que o objectivo de Wingspan passa por optimizar os habitats ao longo das 4 rondas que dura o jogo. Wingspan é excelente, tem componentes muito apelativos à vista e joga-se em aproximadamente 1 hora.

 

2. Tainted Grail: The Fall of Avalon

Tainted Grail é um jogo de aventura cooperativo para 1 a 4 jogadores. Decorre num universo que mistura as Lendas Arturianas com a Mitologia Celta, com uma visão única e negra. Ao estilo de Gloomhaven e outros sucessores, os jogadores irão embarcar numa longa campanha em que as suas ações irão impactar o mundo de forma significativa, com uma narrativa rica, bem escrita e com múltiplas ramificações. Os personagens, que os jogadores irão desenvolver, serão testados em combates e outros encontros mais diplomáticos, resolvendo ainda puzzles pelo caminho.

 

1. Tapestry

O meu jogo favorito de 2019 é Tapestry, um jogo de Civilizações para 1 a 5 jogadores. Cada jogador irá criar a sua civilização, começando nos primórdios da humanidade e indo até ao futuro, escolhendo o caminho que irá percorrer. Cada civilização em Tapestry é única, com habilidades especiais próprias e bastante assimétricas. Cada jogador parte do nada e vai evoluindo em 4 áreas (ciência, tecnologia, exploração e militar), de forma a colher progressivamente mais benefícios, ao longo de 5 eras, sobre as quais cada jogador tem o poder de decidir o seu ritmo de evolução. Podem ler mais sobre Tapestry no artigo de antevisão.

Rui Martins
Escrito por: Rui Martins

Designer Gráfico de profissão, actor e fotógrafo a complementar, mas mesmo muito geek nos tempos livres. Nos meus tempos geek, é pelos Jogos de Tabuleiro que sou maior entusiasta, mas também me entrego aos videojogos e cinema. Viciado em viagens, dou uma escapadela sempre que posso. E se não estiver a viajar... estou a jogar.