Unlock! Mystery Adventures

Por aqui, somos fãs de escape rooms! Para quem não sabe, são lugares onde temos de resolver enigmas e escapar em menos de 60 minutos. Já fizemos alguns, inclusive um com o tema de Harry Potter. Foi no início da quarentena que decidimos nos aventurar por Unlock! Mystery Adventures, onde podemos experimentar as emoções dos escape rooms sem sair de casa! Temos de pesquisar os cenários, combinar objetos e resolver quebra-cabeças!

Unlock! Mystery Adventures traz-nos três escape rooms: a Casa na Colina, As Armadilhas de Nautilus e o Tesouro de Tonipal; sendo totalmente independentes e de diferentes géneros, sem nenhuma continuidade ou vínculo. A Casa na Colina é o primeiro jogo e é considerado como o mais fácil dos três, onde temos de descobrir o que está a acontecer na mansão em ruínas, explorar as divisões e acabar com a maldição que assombra este lugar isolado. Nas Armadilhas de Nautilus, estamos a mergulhar quando somos atacados por um monstro marinho, no qual temos de encontrar um abrigo e arranjar maneira de ressurgir! No último desafio, sendo considerado o mais difícil dos três, em Tesouro de Tonipal, o capitão Smith escondeu o seu tesouro na ilha de Tonipal e temos de desenterrar o tesouro antes que outro caçador de tesouros o pegue!

Unlock! Mystery Adventures permite um a seis jogadores e cada cenário dura 60 minutos. O fim do tempo não acaba com o jogo, simplesmente reduz a classificação dos jogadores no final do jogo. O cronómetro, que faz parte da aplicação (é obrigatório a sua instalação), pode ser interrompido se os jogadores desejarem interromper o jogo. Além do livro de regras, que pode ser encontrado no site do editor gratuitamente, o jogo contém o seguinte: um baralho Tutorial de 10 cartas e três aventuras com um total de 186 cartas.

Em Unlock! Mystery Adventures, existem vários tipos de cartas:

  • Cartas vermelhas ou azuis, que simbolizam objectos, que são necessárias para interagir uma com a outra para progredir no jogo. Cada emparelhamento deve conter uma carta vermelha e uma azul e que levará a novas informações quando emparelhado corretamente. Se o fizermos incorretamente, poderemos ser penalizados (perdemos tempo).
  • Cartas verdes simbolizam máquinas que precisamos de descobrir a maneira correta de as usar para progredir no jogo. A sua utilização é feita na aplicação e o seu uso correcto levará a novas informações.
  • Cartas amarelas significam códigos, que exigem que sejam inseridos na aplicação para progredir no jogo.
  • Cartas cinzas simbolizam locais, resultados de interações, penalidades ou outros.

É através das interações e dos resultados destas, que vamos progredindo no mistério até resolvermos a pista final! Se ficarem presos no jogo e não souberem como progredir, não se preocupem! A aplicação pode oferecer dicas. Em etapas mais complexas, estas podem ser dadas em etapas, por exemplo o aplicativo fornecerá uma dica menor, depois a principal e, em seguida, fornecerá a solução real.

Existem enigmas lineares e fáceis, e outros verdadeiramente difíceis e desafiadores, cuja resolução será um dos principais motivos de comemoração. A variedade é praticamente infinita, não apenas dentro do mesmo cenário, mas também de um cenário para outro. O uso da aplicação cria uma certa atmosfera, com a presença de áudio e o som do cronometro, e a capacidade de recebermos dicas acaba por ser um elemento fundamental em alguns jogos.

O primeiro cenário é perfeito como jogo de introdução e que nos prepara para o que vem aí. No entanto, o segundo jogo, As Armadilhas de Nautilus, foi uma desilusão porque houve quebra-cabeças que não entendemos e que não nos fez muito sentido. Honestamente, parece que falta algo durante a solução e o raciocínio por detrás do quebra-cabeça.

De todos os cenários, o Tesouro do Tonipal foi o nosso preferido, estando repleto de quebra-cabeças e nenhum deles é maçador! Esta aventura também é cheia de surpresas, pois muitas das cartas serão usadas de maneiras criativas e inovadoras. O fluxo do jogo é impecável na maior parte, sendo esta caça ao tesouro a mais desafiadora. Em relação aos quebra-cabeças, são altamente lógicos e não exigem nenhum salto estranho. No geral, cada um fornece dicas suficientes para levar os jogadores a momentos fantásticos de revelação.

No geral, nunca experimentei outros jogos de escape room, mas não consigo imaginar que muitos proporcionariam uma experiência melhor que o Unlock. O conceito é bom e as aventuras são empolgantes, com excelente trabalho artístico e um aplicativo que impulsiona os jogos, proporcionando um ambiente imersivo. É fácil perdermos-nos nos mundos de cada aventura, mas é uma pena que só podemos experimentá-las uma vez.

Esta análise foi possível com o apoio da Morapiaf!
Este artigo pertence ao especial
Capa
8
Unlock! Mystery Adventures
Muito Bom
Jogadores 1-6 Duração 60 Idade 10+
Distribuição por Lançado em 2019
  • Os temas são muito atmosféricos, com obras de arte excelentes
  • Quebras-cabeças
  • Aplicação torna o jogo mais imersivo
  • O segundo cenário é notavelmente mais fraco que os outros
  • Não é possível repetir
Cristiana Ramos
Escrito por: Cristiana Ramos

Dividida entre o mundo da Ciência e o mundo Geek. Viciada em livros e viagens. Espectadora assídua no cinema, especialmente se aparecer um certo Deus com cabelos loiros. Adora filmes de terror. Louca por cães, mas eles são tão fofos! Romântica incurável (apesar de não admitir).