Livros para ter pesadelos

Embora não seja o género para o qual gravite mais, não há nada melhor para se ler durante a chamada SPOOKY Season! (Ooohhhh) Seria fácil sugerir livros como o Drácula de Bram Stokler ou Frankenstein de Mary Shelley para os amantes do horror gótico. O Exorcista de William Peter Blatty ou The Shining de Stephen King são outros clássicos, mas todas estas são histórias que já conhecemos porque simplesmente já são ícones do género, o que acaba por atirar o factor de surpresa necessário para um bom livro de horror pela janela. Para além de que todos estes foram muito bem adaptados para o cinema, alguns ficando até melhor do que o próprio livro, atrevo-me a dizer.

Desta forma, pensando nos nossos queridos leitores que possam estar à procura de um livro para ler na altura mais assustadora do ano, e tentam fugir de livros que já tenham sido adaptados ou sejam sobejamente conhecidos, aqui fica uma lista, sem spoilers, dos meus top 7 livros favoritos para ter pesadelos:

 

Os Adivinhos (The Diviners, #1)1. “Os Adivinhos” de Libba Bray

Evie O’Neill é uma garota rebelde e ambiciosa que é recambiada para Nova Iorque para viver com o tio como castigo. Este trabalha no “Museu do Folclore Americano, Superstição e o Ocultismo” e quando vários assassinatos começam a surgir pela cidade, o tio de Evie é chamado para ajudar a resolvê-los. O que ele não sabe é que Evie possui uma habilidade que é capaz de o ajudar, o de conseguir “ler objectos”. O enredo e os personagens são extremamente bem escritos e inteligentemente pensados. Cada personagem é vívido e diferente, e o enredo é ao mesmo tempo surpreendentemente profundo, arrepiante e perturbador. Envolto de mistério, magia e terror, sem dúvida um dos livros mais leves do género, mas sem dúvida que valem a pena para qualquer um que tenha medo do sobrenatural e do oculto e queira se assustar.

 

O cemitério2. “O Cemitério” de Stephen King

Ok, sim, este livro é muito conhecido. E há o filme, mas fazer uma lista de horror e não incluir Stephen King seria um crime e, na minha opinião, este é o livro que todos deveriam ler. Numa pequena cidade no Maine, forças sobrenaturais permitem que criaturas enterradas se levantem novamente e se juntem aos vivos. Assustador? Bem, o próprio Stephen King afirma na introdução que este foi até à altura o livro mais assustador que ele escreveu, afirmando que o “guardou na gaveta, pensando que finalmente tinha ido longe demais”. Quando o “rei do horror” diz que seu próprio trabalho o apavorou, não há outra coisa que se possa fazer a não ser pegar imediatamente no livro e aterrorizarmos-nos.

 

Cadáver exquisito3. “Cadáver Exquisito” de Agustina Bazterrica

A esposa deixou-o, o pai afunda-se cada vez mais na demência e, juntando a tudo isto, temos ainda a forma como Marcos ganha a vida… O que mais lhe poderia acontecer? Tudo aconteceu de um momento para o outro: primeiro, foi relatado que um vírus infecioso (faz lembrar alguma coisa??) tornou toda a carne animal tóxica para os humanos. Qual é a solução? Tornamos-nos todos vegan? O horror! Não, algo muito mais lógico e menos assustador – a legalização do canibalismo. Não, não leram mal, não é legalização do canábis! Marcos trabalha nesta nova indústria e tentar pôr de lado o quão macabro toda a situação é. Porém, um dia recebe um presente inesperado: um espécime vivo da melhor qualidade. Embora saiba que qualquer forma de contato pessoal é proibida sob pena de morte, aos poucos ele começa a tratá-la como um ser humano. Que consequências pode esta situação ter? Leiam para ficar a saber.

 

House of Leaves4. “House of Leaves” de Mark Danielewski

Outro clássico que podem encontrar em todas as listas de livros de terror a ler é House of Leaves de Mark Danielewski. Normalmente, este tipo de livros não me assusta ao ponto de não conseguir dormir, normalmente são apenas arrepiantes ou desconcertantes de ler, mas este é assustador. Focando-se numa jovem família que se muda para uma pequena casa em Ash Tree Lane, rapidamente eles descobrem que algo está terrivelmente errado: a nova casa é maior por dentro do que por fora. Pode não parecer uma premissa aterrorizante, mas acreditem, para os amantes dos filmes de casa assombradas, têm aqui algo para vos fazer companhia a noite toda, mesmo depois de fechado o livro e os olhos. Tentem dormir, desafio-vos.

 

The Troop5. “The Troop “de Nick Cutter

O chefe dos escuteiros Dr. Tim Riggs leva os seus escuteiros para o acampamento anual na Ilha Falstaff, uma área desabitada. Os cinco meninos de 14 anos que compõem a “Tropa 52” têm cada um o seu encanto e personalidade cativante que nos faz torcer por eles e preocuparmos-nos ainda mais quando um homem esquelético e obviamente doente aparece na ilha na primeira noite. Os esforços de Tim para ajudá-lo desencadeiam uma série de eventos que o autor descreve em detalhes horríveis e deliciosamente sangrentos. Revela-se mais tarde que este homem foi objeto de um teste científico que deu terrivelmente errado, ou assim parece, e logo, os escuteiros enfrentam um pesadelo que se insinua no grupo e causa todo tipo de destruição imaginável. Sem ter como sair da ilha, eles têm de lutar para sobreviver. Alguns thrillers produzem calafrios, outros provocam arrepios, com este livro Nick Cutter faz os leitores pularem das suas peles. Horripilante vívido, descritivo e perturbador, é um livro perfeito para qualquer medricas que queira um novo motivo para terapia. A sério, os detalhes são talvez os piores de todos os livros sugeridos, um estômago vazio é recomendado para esta leitura.

 

11737433

6. “Come Closer” de Sara Gran

Come Closer conta a história de Amanda, uma arquiteta de sucesso com um marido amoroso e uma vida doméstica adorável, mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Quando Amanda começa a ouvir constantemente um barulho estranho em casa, a ter pensamentos obscenos e a querer prejudicar as pessoas que ela ama, este livro leva uma reviravolta psicologicamente assustadora que nos faz querer devorar o livro de uma só vez. Na maior parte das vezes, as histórias sobre possessão e demónios não são muito bem conseguidas e transparecem como ridículas em vez de assustadoras, mas Gran realmente consegue trazer Come Closer para o género de terror. Não recomendo, no entanto, ler este livro antes de ir dormir quando se está sozinho em casa, pois qualquer rangido vai-nos lentamente levar a pensar se nós próprios não estamos a sucumbir à loucura.

 

23705532. sx318

7. “Fragments of Horror” de Junji Ito

Para terminar, porque não adicionar um autor de manga à lista? E se há um que deve ser mencionado é Junji Ito. Fragments of Horror é uma coleção de contos deliciosamente macabros. Uma velha mansão de madeira que se volta contra seus habitantes. Uma aula de dissecação com um assunto muito incomum. Um funeral onde os mortos definitivamente não descansam. Variando do aterrorizante ao cómico, do erótico ao repulsivo, estas histórias apenas consolidam Junji Ito como o mestre do manga de terror. Sem dúvida vale muito a pena ler e arrepiar.

Embora alguns destes livros não tenham ainda tradução portuguesa, espero que isso não seja um impeditivo para  que dêem pelo menos um destes livros a oportunidade para, falando mal e porcamente, “vos borrar a cueca”!

Este artigo pertence ao especial
João Simões
Escrito por: João Simões

Viajante perdido à procura de sentido nas respostas dos outros. O personagem do Forky no Toy Story 4 em plena crise existencial é o meu animal espiritual. Quando ganhar um Óscar agradeço pelo meio à Cris e ao Ed se não me despedirem até lá.