Com o tempo a arrefecer e as decorações das lojas predominantemente negras e laranja, rapidamente deparei que o Halloween está ao virar da esquina. Sim, normalmente isso chama o nosso lado obscuro, vestir algo assustador e fazer binge-watching de filmes de terror (tanto os bons como os mais cómicos). Mas, que tal também ler coisas assustadoras? Acreditem que livros e mangas conseguem ser mais assustadores que filmes e a manga que vos trago hoje consegue fazer frente ao famoso palhaço Pennywise.
Parasyte é uma manga completa de ficção científica aterrorizante escrito e ilustrado por Hitoshi Iwaaki. Sim, é uma leitura mais antiga, tendo sido publicado desde 1988 a 1995, e que já foi adaptado para anime em 2014; no entanto, o estilo artístico mais antigo consegue trazer um certo sentimento grotesco aquando das cenas mais intensas.
Parasyte segue a história de um jovem estudante de liceu de 17 anos chamado Shinichi Izumi, que vive com os seus pais perto de Tóquio, Japão. Uma noite, criaturas estranhas que parecem minhocas com uma broca como cabeça denominado Parasytes aparecem na Terra, tentando dominar o planeta ao apoderar-se dos cérebros dos humanos hospedeiros ao entrar pelos seus ouvidos e narinas. Um Parasyte tenta apoderar-se de Shinichi, mas falha e em vez disso apodera-se do braço direito (daí ser chamado Migi, que significa direito em japonês).
Porque Shinichi conseguiu impedir que Migi viajasse para o seu cérebro, ambos retêm o seu intelecto e personalidade separados. À medida que o nosso duo encontra outras Parasytes que os atacam frequentemente (eles comem carne humana para sobreviver), eles capitalizam na sua situação estranha e gradualmente vão formando uma ligação mais forte, trabalhando juntos para sobreviver.
Com imagens de mortes e humanos meio comidos, esta leitura é sem dúvida para aqueles que não têm estômago fraco. Crianças, por favor não leiam isto – excepto se forem como eu quando era criança e vêem filmes de terror frequentemente.
Eu sei que isto é muito longe das típicas mangas de romance que escrevo para aqui, mas se querem algo para vos pôr no espírito de Halloween ou estão simplesmente fartos de ver sempre os mesmos filmes de terror, experimentem isto… O máximo que pode ocorrer é que não conseguem adormecer esta noite! Muah ah ah ah! – sim, estou a tentar ser maléfica… E mais não digo, visto que afinal parte da piada é desvendar o mistério. A todos vós desejo uma misteriosa Noite das Bruxas!
Este artigo pertence ao especial
Capa
Parasyte
Criado por
Data de Lançamento 1988 Volume 10
Distribuição por
Cristina Gomes
Escrito por: Cristina Gomes

Serrana americana nascida nos anos 90, doida por mangas, manhuas, webtoons e tudo o que seja desse género... Cosplayer artesã de coisas em cabedal e adepta de noites de cinema ou sessões de "binge watching" de séries no sofá (desde que tenha pipocas).