Platinum End

Há cerca de um ano, recebi os 2 primeiros volumes de Platinum End num concurso e após ler as primeiras paginas, apercebi que esta manga não era bem aquilo que gosto de ler e decidir dá-los a alguém que apreciasse mais.

Mas recentemente a Devir ofereceu-me o 7° volume. Quando olhava para a capa deste novo volume, pensei que talvez tivesse julgado demasiado cedo esta série e decidi voltar a tentar ler isto.
Platinum End, de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata (autores da série de sucesso Death Note), segue principalmente a história de Kakehashi Mirai, um aluno do 10° ano que aos 7 anos perdeu a família num acidente. Órfão, foi acolhido pelos seus tios que só o queriam pelo dinheiro do seguro, vivendo uma vida miserável e torturado. Um dia, sentiu que já não era capaz de viver mais na sua situação e suicidou-se, atirando-se de um prédio. No entanto, quando caía, foi salvo por um anjo chamado Nasse, que lhe deu uma segunda hipótese de procurar felicidade, mas para isso ele teria que ser um dos candidatos para o novo Deus.
Deus queria reformar-se e precisava de um substituto. Para isso, enviou 13 anjos para a Terra para encontrarem 13 candidatos e eleger o novo Deus após 999 dias.
Ao aceitar ser um dos candidatos, Mirai recebeu 3 poderes – asas, que lhe permitem voar a velocidades super-sónicas, setas vermelhas, que lhe permitem manipular pessoas, e setas brancas, que oferecem morte sem sofrimento.
Ainda a habituar-se à sua nova vida como candidato, Mirai viu na televisão um dos outros candidatos a Deus (auto-intitulado Metrópolis) a usar os seus poderes como um justiceiro nas ruas. Mas isso não passava de um disfarce pois rapidamente começou a matar todos os candidatos que encontrava.
Mirai começou a formar a sua equipa de candidatos para parar Metrópolis e, neste 7° volume, Mirai, os seus amigos candidatos e Metrópolis entram em pleno combate! Quem será que irá sobreviver?
Se são sensíveis a temas como depressão, bullying, suicídios e mortes, não leiam esta série. Apesar de eu não ser sensível a estes temas, o meu palpite inicial sobre esta série mantém-se.
Acho que para mim é o protagonista, e as decisões que ele toma ao longo da história. Mas o facto de eu não apreciar esta história não o torna necessariamente mau. É um drama sobrenatural semelhante a Death Note, logo amantes dessa manga poderão apreciar esta história.
Capa
5
Assim Assim
Criado por
Data de Lançamento julho de 2019 Volume 7
Distribuição por
Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.