Cortex Challenge – Um desafio para o cérebro
Publicado a 08 Jul, 2021

O Jogo

Passas horas a resolver quebra cabeças. sequências e a tentar bater o resultado do Einstein em testes de QI na internet? És como eu e ainda te lembras da mítica noite de 11 de maio de 2003, em que Portugal ficou colado à televisão a ver “QI – Quem é o mais inteligente?”? Gostas de jogos que estimulem a memória e a coordenação?

Se respondeste “sim” a estas 3 perguntas, então este jogo é para ti!

Cortex é um jogo básico e rápido, desenhado para estimular e desafiar o nosso cérebro. É um jogo fácil de aprender. Dá para todos, apesar de ser necessário (apenas para um dos desafios) conhecimentos básicos de inglês – saber as cores.

O objetivo é simples: juntar as 4 peças e contruir o teu cérebro antes dos outros jogadores. Cada peça do cérebro pode ser ganha trocando 2 cartas da mesma categoria. Para ganhar as cartas, tens de ser o mais rápido a resolver os desafios!

Há vários desafios que vão pôr à prova a tua memória, capacidades cognitivas e, até, as tuas perceções sensoriais, através do tato!

A regra é sempre a mesma: vira-se uma carta aleatória e o primeiro a tapá-la com a mão é quem pode responder ao desafio. Mas atenção… depois de a tapares, não podes voltar a olhar para ela, portanto, certifica-te de que sabes mesmo a resposta antes de arriscar!

As Cartas

Memória – o nome desta categoria ajuda logo. Tens de decorar e conseguir enumerar os 5 objetos que aparecem na carta!

Labirinto – O desafio é simples: começando na direção da seta, tens de ser o mais rápido a encontrar a saída do labirinto. A, B, C ou D?

Cor – Estas cartas são traiçoeiras. São as únicas que, como disse, exigem que o jogador saiba as cores em inglês. Fora isso, o objetivo é claro: tens de ser o mais rápido a encontrar a palavra que está escrita na própria cor. Tens um “blue” escrito a verde e um “pink” escrito a amarelo, mas o que precisas mesmo é de um “red” escrito a vermelho!

Coordenação – És daqueles que consegue bater na cabeça com uma mão enquanto esfregas a barriga com a outra? Então estas cartas podem ser para ti. A mão direita é vermelha e a esquerda é azul. Os dedos começam no número 1, com o polegar, e vão até ao número 5, com o mindinho. Assim que a carta for virada, vê que dedo de que mão tens de meter onde!

Repetição – consegues ser o mais rápido a descobrir qual das imagens está repetida na carta?

Frequência – muitas imagens à mistura… Qual delas aparece com maior frequência?

Raciocínio – tens andado  a praticar no cubo de Rubik? Fazes puzzles com frequência? Também eras viciado na consola cinzenta de Tetris? Nesta carta, terás de escolher a peça que completa a imagem!

Desafio Tátil – estas são, provavelmente, as cartas mais inovadoras. Terás de enfrentar um desafio tátil! Como? Quando esta carta sai, o desafio é imediatamente atribuído ao último jogador que ganhou uma carta. Os restantes escolhem uma carta (de entre as 10 existentes) e terás de descobrir qual a carta escolhida utilizando apenas o tato. Pode parecer fácil mas acredita que não. Serão aquelas bolinhas que sentes as sementinhas do morango ou a superfície da bola de basquetebol? Além disso, um jogador que ganhe o desafio tátil recebe imediatamente uma peça do cérebro!

Opinião

Cortex é um jogo rápido, divertido e muito fácil de aprender. Não envolve estratégias, não precisa de 30 minutos a preparar tabuleiros e peças. É, literalmente, um jogo de cartas. Traduzindo por outras palavras, é um jogo que dá para todos.

Nos desafios, é importante perceber duas coisas: as cartas “normais” são muito acessíveis. Qualquer um consegue resolver o puzzle ou contar imagens e ver qual a que se repete mais vezes. O desafio, nestas cartas, é mesmo ser o mais rápido a fazê-lo – uma pessoa até fica nervosa! Já as cartas táteis, como disse acima, e apesar de não o parecerem, são mesmo bastantes difíceis! Uma estimativa aleatória feita por mim diria que entre 80% a 90% das vezes que alguém acerta estas cartas foi porque disse uma resposta à sorte.

Por fim, um dos aspetos que gosto no Cortex é a sua portabilidade. O jogo tem uma caixa bastante pequena (14x14cm), o que permite que seja transportado para qualquer lado. Por exemplo, já o cheguei a levar de férias e a usá-lo durante uma escala de 3 horas em que não dava tempo de sair do aeroporto. Não ocupa muito espaço e é uma forma divertida de ajudar a passar o tempo.

Em suma, Cortex é um bom jogo, divertido, rápido e de fácil compreensão. Permite-nos pôr à prova o nosso cérebro, a nossa rapidez e agilidade, com algumas gargalhadas pelo meio (principalmente, nas cartas de coordenação). Dá para miúdos e graúdos, dá para levar para qualquer lado e, não menos importante, é relativamente acessível (€14,95).

Além do Cortex original, existem já muitas outras versões, como o Cortex Challenge Geo – com desafios semelhantes mas relacionados com geografia, o Cortex 2 – com novos desafios, ou o Cortex Kids – dedicado aos mais pequenos, entre outros.

Cortex Challenge
Braintopia

Muito Bom
Criador:
Jogadores: 2-6 Duração: 00H15M (15 minutos min) Idade: 8+
Lançamento: 2016
Distribuição:
8
Escrito por:
Ana Rouquinho
Faço parte da geração Y e cresci no meio de livros e de jogos. Acharam que me ia deixar de interessar com a idade mas, até agora, mantém-se tudo igual. Assim, os tempos livres continuam a ser passados entre leituras (fantasia, thriller, terror, ...), jogos de tabuleiro e videojogos, filmes e séries! Claro, também não perco oportunidade para um bom convívio entre amigos (até porque o Catan só dá para mais de 3 jogadores...). Adoro viajar e tenho como sonho conhecer o Mundo!