PlayStation 5
Various Daylife – Um JRPG clássico
Publicado a 23 Fev, 2023

Hoje trago-vos a análise de um RPG que tenho andado a jogar nos últimos tempos chamado: Various Daylife. Neste jogo, lançado pela nossa adorada Square Enix, personificamos várias personagens, cada uma com as suas características distintas, para conseguir avançar na história e conquistar vitórias ao longo do nosso caminho. Antes de começar a análise, quero apenas referir que a companhia responsável pelo lançamento deste jogo é uma das maiores e melhores no que toca ao desenvolvimento de RPG’s japoneses. Aliás, Final Fantasy esclarece qualquer dúvida que exista. Confesso que não sou fã da saga, mas reconheço tal grandeza. Octopath Traveler é o meu RPG de eleição e não vejo a hora de sair o segundo título. Tenho a certeza que será igualmente bom, senão melhor.

No entanto, já me estou a afastar: Various Daylife.

Muito conteúdo para explorar

Existe imensas coisas para percorrer no jogo. Desde logo, os atributos de cada personagem. Aqui os Jobs são a principal chave. Tal como se estivéssemos a construir um puzzle dentro de uma personagem que quando aliada a outras, forma uma equipa invencível. Sejam suports, tanks, mages ou knights, tudo é preciso para cada combate, mas é preciso saber onde e quando os utilizar. Além disso, existe uma imensidão de opções pelo que será desafiante construir, sem cabulas, a melhor equipa.

Visuais e banda sonora fantástica

Senti-me muito em casa. Tive a oportunidade de escrever a análise do jogo Bravely Default 2 e o estilo de arte é muito parecida. Admito que os mapas são muito mais fascinantes do que os bonecos com quem interagimos, bem como os inimigos do jogo. Aliás, Bravely Defaut, que saiu para a 3DS, é ainda mais belo do que qualquer um destes títulos que acabo de anunciar. No entanto, Various Daylife não deixa de ter o seu encanto. Para acompanhar estes visuais, a música continua a ser um ponto fulcral. Fantástica banda sonora aliada a cada momento do jogo e, em especial, a momentos mais intensos.

O gameplay também tem a sua quota parte, mas, para já, o bom. Uma vez que existe tanto conteúdo, explorar o combate é a melhor parte: os combos, os inimigos, os bosses, fazer os trabalhos para ganhar experiência e dinheiro… tudo deve ser feito, mas a seu tempo e explorar todas essas etapas é, sem dúvida, a melhor parte.

Vamos ao que de menos bom é feito o jogo e a palavra chave é falta. Falta de inovação, falta de ambição e falta de criatividade são as características que mais se destacam. Vejamos.

Falta de inovação

Nada foi adicionado que já não se tenha visto em outros títulos, até da mesma editora, e o conteúdo que foi utilizado é, em si, insipido. A fórmula de jogo é sempre a mesma e mesmo que explorar diferente combos valha a pena, mais do que isso, é apenas uma missão sem frutos. Já para não falar da imensidão de horas que isso consome. Além disso, no combate, onde o jogo deveria brilhar mais, acaba por se sufocar com o próprio conteúdo pois existe tanto que numa só aventura é impossível jogar com todo, o que implica varias save files para experimentar tudo. E, sejamos sinceros, ninguém quer reviver uma experiência medíocre vezes e vezes sem conta.

Falta de ambição

Esta é a que custa mais na minha opinião. Em cada título lançado por esta editora existe qualquer coisa que é adicionado de uns jogos para os outros, seja em termos de gameplay, se em termos visuais, musicais, qualquer coisa. Aqui, parece que tudo é reutilizado: o sistema dos jobs, o combate, o estilo de progressão. Em 2023 ainda estar a jogar um jogo de side scroll, lamento, não consigo. Open world all the way! Até o Pokémon sucumbiu a essa premissa, não me façam voltar para jogos lineares, por favor.

Falta de criatividade pois, como já referido supra, nada foi criado novo para este título. Até as personagens parecem aborrecidas, acreditem.

Veredito

Various Daylife é, na minha opinião, um jogo que será facilmente esquecido. Não é que tenha nada de mau, mas também não tem nada de bom para chamar a atenção. Não é inovador, é repetitivo e é, sobretudo, demorado. Uma receita especial para que daqui a uns tempos ninguém fale deste jogo, principalmente, por aqueles que, ou já jogaram outros títulos melhores ou, por outro lado, se jogaram o título seguinte a este – Octopath Traveler 2!

Esta análise foi possível com o apoio da Ecoplay!
Various Daylife
Satisfatório
Distribuição:
Lançamento: 16 de Março de 2022
6.5
  • Positivo
  • Imenso conteúdo para explorar;
  • Boas mecânicas de combate.
  • Negativo
  • Repetitivo;
  • Pouco Inovador e criativo;
  • Jogabilidade antiquada quando comparado a outros JRPGs.
Escrito por:
Joel Henriques
A crescer com o Pokémon desde os cinco anos, apresento-me como um amante incurável do mundo dos videojogos e jogos de tabuleiro. Tenho como objetivo principal, em cada artigo que publico, escrever de forma a transmitir uma opinião simples, mas completa, para que todo o tipo de jogadores sinta que seja como se estivesse, ele próprio, a jogar. Acima de tudo, divirtam-se!