Community

Por esta altura, não deve haver uma alminha neste mundo que não conheça Rick and Morty. No entanto, hoje quero falar de uma outra pérola da mesma ostra: Community.
Community é uma sitcom que estreou em 2009 (o que explica a dificuldade em arranjar um bom trailer com boa resolução), pela mão de Dan Harmon. Esta série revolve em torno de um pequeno e improvável, mas muito diverso grupo de estudo, mas comecemos pelo início. Jeff Winger (Joel McHale) é um advogado que vê a sua licença suspensa por ter créditos falsificados no currículo. Para a recuperar terá que terminar um curso e, para isso, escolhe a escola mais barata e ranhoca que conhece: a universidade comunitária de Greendale.
O plano é simples: Entrar, fazer o curso tão depressa quanto possível (não necessariamente de forma legítima) e voltar à sua vida. Só que além de aldrabão, ele também tem uma paixão especial pelo género oposto e, para passar uns momentos a sós com uma desinteressada loiraça de espírito rebelde chamada Britta (Gillian Jacobs), Jeff inventa um grupo de estudo. Claro que nem lhe passa pela cabeça que em vez de uma noite, este é o início de seis temporadas.
Depressa a mentira cai por terra e o grupo imaginário torna-se real quando outras pessoas começam a aparecer na sala de estudo: Troy (Donald Glover), o ex-atleta; Annie (Alison Brie), a jovem marrona; Shirley (Yvette Nicole Brown), a religiosa mãe divorciada; Pierce (Chevy Chase), o responsável por subir a idade média do grupo uma década ou duas; e Abed (Danny Pudi), o geek que dispara referências à velocidade da luz e vê a realidade como uma série de televisão.

(Adaptado da série.)

Community é uma série que não se deixa reger por um molde e tanto podemos ter um hilariante episódio completamente passado numa sala, como um hilariante episódio num cenário pós-apocalíptico (dentro da universidade, claro). Apesar da comédia estar sempre presente e dos episódios serem bastante curtos (por volta dos 20 e poucos minutos típicos do género), Community também consegue entregar lições e emoções através de personagens relacionáveis e dilemas morais.

A série pode já ter começado há mais de 10 anos, mas ainda nos faz questionar a nossa visão sobre assuntos bastante contemporâneos, com um humor rápido que salta constantemente entre o “parolo” e o “genial”, com bastante ironia e sarcasmo pelo meio. Enfim, entre tudo isso, o que posso dizer é que algures naquelas seis temporadas estão alguns dos melhores episódios de comédia que já vi na televisão.

(Adaptado da série.)

O que não quer dizer que a série seja absolutamente perfeita. Infelizmente, houve problemas nos bastidores que a tornaram menos constante nas últimas temporadas. Ainda assim, sobreviveu graças aos seus fãs e conseguiu atingir as profetizadas seis temporadas. Reza a lenda que ainda haverá um filme, mas é melhor esperarmos sentados.
Concluindo… Para quem é esta série? Bem, qualquer pessoa que aprecie o tom de Rick and Morty, vai certamente adorar esta obra do mesmo criador. Para os restantes, diria que Community tem um pouco para cada pessoa, com bastante humor irreverente e comentários sociais à mistura. Neste momento, a série completa está disponível na Netflix.

Rick and Morty

Capa
Community
Community
Premiere 17 de setembro de 2009 Finale 2 de junho de 2015
Distribuição por
  • Estilo único de comédia.
  • Talento do elenco.
  • Alguns dos melhores episódios alguma vez vistos em séries de comédia.
  • "6 season and a movie"
  • Não é para todos os gostos.
  • Neste momento, falta o "movie".
Avatar
Escrito por: Pedro Cruz

"Spawned" em Aveiro no fim do início da década de 90, apreciador de amostras de imaginação e criatividade, artesão de coisas, mestre da fina e ancestral arte da procrastinação e... por hoje já chega. Acabo isto amanhã...