HBO: Séries para ver nesta quarentena

Neste período de isolamento social, plataformas como a HBO têm sido utilizadas diariamente como escape ao stress do trabalho ou simplesmente como método primário de diversão e relaxamento. Mas quando a opção de conteúdo é tanta, torna-se difícil saber em que séries devemos investir o nosso tempo de modo a vermos conteúdo de qualidade.

Tendo isto em conta e pensando em vós, decidi criar uma pequena lista com o que gostei mais de ver durante a minha subscrição na HBO.

Portanto, sem qualquer ordem de preferência, apresento-vos a seguinte seleção de séries:

State of the Union

State of the Union é uma série sobre relações contemporâneas. Foca-se na vida relacional e casamento de um casal, Louise (Rosamund Pike) e Tom (Chris O’Dowd), que lida com problemas conjugais. Cada episódio decorre num pub, momentos antes da sessão semanal de terapia matrimonial.

Com episódios curtos (cerca de 10 minutos cada) e um argumento brilhante, esta série é ideal para se ver em casal, ou sozinho, de uma só vez e reflectir sobre o amor e sobre o compromisso que é o casamento.

Barry

Barry é uma série de comédia negra que segue a história de um assassino profissional deprimido, Barry Berkman, que decide mudar de carreira quando se apaixona pelo mundo da representação teatral.

Com duas temporadas e com Bill Hader a interpretar genialmente a personagem principal, esta série leva-nos a rir mas também a reflectir sobre a fragilidade humana.

Watchmen

Após fazer algum sucesso no grande ecrã em 2009, Watchmen volta, em formato de série, diferente do que estamos habituados a ler nas bandas desenhadas de Alan Moore e Dave Gibbons.

A série tem lugar numa realidade contemporânea alternativa nos EUA, na qual os super-heróis foram marginalizados, devido aos seus métodos violentos, e foca nos eventos envolvendo as tensões raciais em Tulsa, Oklahoma.

Apesar de ser para um público mais específico, esta série não deixa de ter um argumento forte e bem executado que se faz entender mesmo para quem não está a par das obras que a inspiram.

André Pinto
Escrito por: André Pinto

Engenheiro químico de dia, cinéfilo e gamer à noite, geek a tempo inteiro. Desde muito novo que a minha mãe me dizia "Não percas tempo a ver séries e a jogar esses joguinhos"... Well look at me now, mom! De todas as pancas que tenho, Harry Potter e Doctor Who são, possívelmente, as maiores de todas. Quem quiser combinar uma ida ao cinema, estou por Lisboa. Allons-y!