Wayne

Wayne é uma série de comédia e acção criada por Shawn Simmons para o Youtube Premium e produzida por Paul Wernick e Rhett Reese, a dupla que escreveu os guiões de Deadpool e Zombieland. Por essa mesma razão, tem um sabor tão familiar que provavelmente irá agradar o paladar de quem tenha gostado desses dois filmes.

 

Wayne McCullough (Mark McKenna) é um jovem simples com princípios simples. Se ele vê algo que lhe parece errado, ele faz por “corrigir”, normalmente com uso de violência. Acho que essa parte fica óbvia no trailer. Sinsériemente, a história é bastante simples. Quando o pai de Wayne falece pouco depois de lhe dizer que roubaram um carro que lhe queria deixar, ele vê uma nova missão na sua vida: pegar na sua mota e fazer cerca de 2000 quilómetros para recuperá-lo. Ora, como esta fantasia adolescente não estaria completa sem uma pitada de romance, Wayne convida uma rapariga chamada Del (Ciara Bravo) para o acompanhar. Desejosa de fugir a um ambiente familiar tumultuoso, ela aceita e ambos partem à aventura.
No meio da palete meio mono-cromática, o destaque vai para as performances do elenco. Apesar de às vezes um pouco estranho, Wayne é a personagem que mais nos fica marcada, especialmente pela prestação de McKenna, mas as restantes também têm o seu mérito. No geral, as personagens são um tanto exageradas pelo efeito da comédia, mas (quase) todas são bastante humanas e compreensíveis, mesmo com o ritmo característico do género de acção.
É uma daquelas histórias que acaba por ser uma viagem com pequenas lições pelo caminho. É a típica fantasia adolescente de fugir rumo ao horizonte com uma pessoa especial. Neste caso, com um pouco de sangue e rock’n’roll à mistura.
Com 10 episódios de aproximadamente 35 minutos e um ritmo rápido, Wayne é uma série que escorrega como limonada fresca no Verão.
Capa
Wayne
Wayne
Premiere 16 de janeiro de 2019 Finale 16 de janeiro de 2019
Temporada 1
Distribuição por
  • Simples, directo e relacionável.
  • Wayne.
  • Final podia ser melhor.
  • Há um par de momentos em de lógica questionável.
Avatar
Escrito por: Pedro Cruz

"Spawned" em Aveiro no fim do início da década de 90, apreciador de amostras de imaginação e criatividade, artesão de coisas, mestre da fina e ancestral arte da procrastinação e... por hoje já chega. Acabo isto amanhã...