3 anos de Nintendo Switch

A 3 de março de 2017 chegou a nova consola da Nintendo, a consola que prometia fazer tudo aquilo que a Wii U não conseguiu, mas principalmente seria a promessa da Nintendo regressar à ribalta. Isto era o que passava na cabeça de muitos fãs da marca japonesa, mas para outros o sentimento continuava a ser de que a marca estava em queda acentuada e que a Wii U seria a Dreamcast da Nintendo. Três anos se passaram e a consola já demonstrou exatamente aquilo que muito esperavam.

A Nintendo Switch é uma aposta mais que certa da Nintendo e mesmo não tendo recuperado todos os fãs da marca, tornou-se a consola de preferência do público e até das editoras. Foram três anos carregados de grandes títulos e principalmente grandes surpresas. Jogos como The Witcher 3: Wild Hunt mostraram que a consola tem mais potencial do que se imagina, a preferência de muitos indies mostra exatamente onde está o público e o exponencial crescente de jogos apresentam cada vez mais diversidade de conteúdo.

Hoje é um dia especial, não só pelo aniversário da consola, mas pela data que é… Então estamos no dia 3 do terceiro mês do ano a comemorar os 3 anos da Nintendo Switch! Sendo assim juntámos os três favoritos de três colaboradores do Café Mais Geek. A atual consola da Nintendo conta com um catálogo de jogos invejável e selecionar apenas três favoritos nem sempre é fácil, mas no meio de tanta qualidade acaba por se criar um conjunto de diferentes escolhas.

 

Tony Simões

O Tony é um já antigo jogador de Nintendo e colaborador do Café Mais Geek no desenvolvimento de um dos Macchiatos futuros. A sua ligação com as consolas principais da Nintendo parou na Gamecube, mas não foi por isso que deixou de prestar atenção às máquinas da portáteis da marca. Agora com a Nintendo Switch voltou a abraçar a empresa, pois segundo o próprio a consola faz exatamente aquilo que já esperava há anos.

Deixando apenas um toque pessoal, lembro-me de conversas já em 2011, onde várias vezes referíamos a conexão da divisão portátil com a divisão de “salão” da Nintendo. Sem mais demoras aqui vão as suas escolhas.

Lançado no dia 3 de março de 2017, juntamente com a própria consola, este não é um total exclusivo, visto ter o seu lançamento dividido entre a Wii U e a Nintendo Switch. The Legend of Zelda: Breath of the Wild é um jogo que dispensa apresentações sendo considerado por muitos como o melhor jogo de mundo aberto e aventura alguma vez feito. É realmente um grande jogo, capaz de definir uma geração, com grandes momentos, uma história bem mais profunda que qualquer outra na saga e ainda um nível de exploração de deixar qualquer um abismado. O seu estilo gráfico torna o jogo ainda mais bonito, mesmo que as consolas onde se apresentam não sejam as mais poderosas e a verdade é que ambas as versões não têm quaisquer diferenças.

Lugi’s Mansion começou já em 2001, sendo um dos títulos de lançamento da Nintendo Gamecube, a consola que na altura mostrava-se com maiores capacidades que a PlayStation 2 e a Nintendo não teve medo de arriscar com jogos novos e principalmente únicos. Muitas das grandes sagas atuais começaram ou de alguma forma se transformaram naquela consola e Luigi conseguiu ser finalmente protagonista. Agora, já em 2019, chega o terceiro capítulo que se mostra como um título incrível e muito coeso. Não podia assim falhar nesta lista e sem querer dar spoilers, mas talvez volte a aparecer.

Um jogo que tem muita história com o Tony é sem dúvida alguma The Witcher III: Wild Hunt. Só para vos colocar em contexto, ver o disco da PlayStation 4 danificado onde no seu interior estava à volta de 200 horas deste jogo, não terá sido um momento fácil. Agora, que o jogo chegou à Nintendo Switch fica mais fácil de perder mais horas. Um dos seus jogos favoritos aliado a um dos melhores e mais incríveis ports nesta consola, não havia dúvida alguma que jogo faria parte desta lista.

Eduardo Rodrigues
Escrito por: Eduardo Rodrigues

Considero-me um geek da cabeça aos pés. Adoro uma boa leitura, apreciar a arte da BD e da Manga, ver de uma assentada aquela série ou anime incrível, ir ao cinema e devorar um filme e deliciar-me com uma aventura interativa nos videojogos e nos jogos de tabuleiro. Sou um adepto da mágica Briosa e um assistente fervoroso no estádio.