Kingdom Hearts: Melody of Memory – Primeiras Impressões

PlayStation 4

A demo de Kingdom Hearts: Melody of Memory saiu na quinta-feira, dia 15 de Outubro, a pouco menos de um mês do seu lançamento oficial, para nos dar um olhar sobre o que esperar deste novo jogo da saga.

A minha primeira impressão foi que o jogo é, usando uma comparação muito simples, um “Guitar Hero de Kingdom Hearts”. De uma maneira muito semelhante ao Guitar Hero, a jogabilidade passa por completar uma música com a melhor destreza e perfeição possível de modo a obter o melhor resultado.

O jogo conta com três níveis de dificuldades diferentes e três estilos diferentes de jogar o nível. Podemos jogar um nível em “Basic” que é jogar da maneira tradicional, em “One Button” que, tal como o nome indica, só se usa um botão para jogar a música em vez do comando todo, e “Performer” que é um modo mais avançado e complexo (para os mais fortes).

A demo de Kingdom Hearts: Melody of Memory conta também com um modo co-op local.

É um jogo, na sua essência, divertido e nostálgico para os fãs de Kingdom Hearts. Não é o jogo que estávamos a pedir, mas certamente coisas boas virão deste jogo e muitos bons momentos passados a jogar.

O jogo completo permitirá jogar com mais de 20 personagens em mais de 140 músicas, mas a demo apenas permite jogar com algumas personagens em 6 músicas diferentes.

O nosso progresso na demo, infelizmente, não será transportado para a versão final de Kingdom Hearts: Melody of Memory.

A demo já está disponível para jogadores da PlayStation 4, Nintendo Switch e Xbox One. O jogo completo tem lançamento marcado para 13 de Novembro deste ano.

Capa
Kingdom Hearts: Melody of Memory
Data de Lançamento 13 de novembro de 2020
Editado por Distribuido por
André Pinto
Escrito por: André Pinto

Engenheiro químico de dia, cinéfilo e gamer à noite, geek a tempo inteiro. Desde muito novo que a minha mãe me dizia "Não percas tempo a ver séries e a jogar esses joguinhos"... Well look at me now, mom! De todas as pancas que tenho, Harry Potter e Doctor Who são, possívelmente, as maiores de todas. Quem quiser combinar uma ida ao cinema, estou por Lisboa. Allons-y!